quinta-feira, 23 de novembro de 2017

A ILHA DO MEDO / SHUTTER ISLAND (2010) - ESTADOS UNIDOS


 

A Ilha dos "Bons" e dos "Monstros"

Em 1954, o agente federal Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) e seu parceiro Chuck Aule (Mark Ruffalo) chegam a um  manicômio judiciário  em Shutter Island para investigar o desaparecimento da paciente Rachel Solando em uma ilha cujo o acesso só se dá por barco, rodeada de guardas e cercas. Teddy começa a investigação e surgem suspeitas de que o local pode abrigar experiências secretas  com os pacientes.



Terror psicológico do diretor Martin Scorsese em sua quarta colaboração com  o ator DiCaprio. O filme é oriundo do livro do escritor Dennis Lehanee que foi lançado por aqui em 2003 com o título “O Paciente 67” e  rebatizado, após o filme, de “A Ilha do Medo”.



O que dizer da Ilha do Medo? É uma produção no estilo Noir (o diretor passou  “Out of the Past” - "Fuga do Passado" - para os atores) e conduzida nos moldes do famoso diretor Alfred Hitchcock. Quem se interessar por assistir deve ter em mente que não é um filme comum de terror e investigação. Scorsese fez um filme cuja a leitura pode obrigar muitos a necessitarem de uma segunda visita para esclarecerem todas as informações que são levadas à tela. Isso devido ao seu final aberto a interpretações que suscitam debates calorosos na internet.


Teddy Daniels revela-se um ex-combatente da Segunda Guerra que presenciou os horrores de um campo de concentração (no caso o Campo de Nachau - os eventos da morte dos soldados nazistas foi um fato real levado para o filme), tornou-se investigador e carrega seu horrores pessoais. Sua investigação é atrapalhada, em parte, pelos doutores Cawley (Ben Kingsley) e Naehring (Max von Sydow) que possuem opiniões opostas em como lidar com os prisioneiros de alta periculosidade que a instituição abriga.  A investigação começa. Pacientes e funcionários são interrogados. Há um clima estranho. Rachel Solando sumiu sem deixar vestígios. Parece que todos estão escondendo algo e  seus depoimentos parecem ter sido previamente decorados. Teddy começa a desconfiar de há um 67º paciente que alegam não  existir. Os dois psiquiatras agem de forma estranha, principalmente o médico alemão Naehring. Teddy começa a sofrer alucinações até que a ilha sofre avarias com uma tempestade e ele entra em contato com outros pacientes cujo contato lhe era proibido.


Scorcese pegou o livro e o adaptou fielmente (conforme os críticos), acrescentando somente o diálogo final, motivo de toda a discussão do filme. O mérito da estória está em levar o espectador por um caminho e no meio confrontá-lo com outra realidade até o ápice revelador para alguns e motivo de discussões para outros (no final da postagem coloco as informações sobre o que é considerado como o desfecho do filme). Mas algo não se pode discutir: o espectador não sai indiferente à obra, um suspense ótimo de se acompanhar com um capricho (próprio dos filmes do diretor), aliado a um elenco que deu toda a forma que o filme precisava.




Falando no elenco temos um Leonardo DiCaprio inspiradíssimo e mostrando o grande ator que é; Mark Ruffalo transpôs um personagem aparentemente sem importância, mas com grande relevância à estória (mostrando que não é apenas “O Hulk” dos filmes da Marvel); o sempre ótimo ator inglês Ben Kingsley (de "Gandhi" e "Homem de Ferro 3") e o excelente ator sueco Max von Sydow ("Morangos Silvestres" e "O Exorcista"). Esse quarteto segura o filme nas mãos, com destaque ainda para os atores Ted Levine ("O Silêncio dos Inocentes' e o seriado "Monk');  John Carroll Lynch ("Gran Torino" e 'Zodíaco") e  Jackie Earle Haley ("A Hora do Pesadelo" (2010) e "Watchmen")


A Ilha do Medo é um filme obrigatório para quem gosta de ver um ótimo suspense com reviravoltas e pintadas de surrealismo  e que faz pensar ao final de sua produção.  Talvez a grande sacada da estória seja ter sido escrita de um modo que  os espectadores  tenham mais de uma hipótese a considerar, algo dificílimo de ser feito.

Trailer legendado:


Curiosidades:
 
A Ilha do Medo foi rodado,  em 2008, durante apenas quatro meses, mas levou dois anos para ser lançado nos cinemas.

Quando Teddy  percorre o complexo C podemos ouvir um paciente, em meio a outros, sussurrando em uma cela a frase "Pare-me antes que eu mate mais". É uma alusão a William Heirens, serial killer  dos anos 40 que fez 3 vítimas em Chicago e escreveu versos (diferente dessa frase) na parede de uma delas.

Shutter Island é um anagrama para "truths and lies" (verdades e mentiras) e "truths/denials" (verdades e negações).

David Fincher ("Clube da Luta", "Seven" e 'Zodíaco") foi cogitado para dirigir o filme.

Martin Scorsese e Leonardo DiCaprio fizeram cinco  filmes juntos: “Gangues de Nova York” (2002), “O Aviador” (2004),  “Os Infiltrados” (2006), “A Ilha do Medo” (2010) e “O Lobo de Wall Street” (2013).

Para o papel de Chuck foram cogitados  os atores Robert Downey, Jr. e Josh Brolin (Bravura Indômita).

Mark Ruffalo ganhou o papel de Chuck Aule depois de enviar a Scorsese uma carta  dizendo ser seu fã e o quanto gostaria de trabalhar com o cineasta.

Martin Scorsese  ganhou o Oscar por "Os Infiltrados" (2006).
 
Leonardo DiCaprio ganhou o Oscar por "O Regresso" (2015).
 
Mark Ruffalo já foi indicado a 3 Oscars: "Minhas Mães e Meu Pai" (2010); "Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo" (2014) e "Spotlight: Segredos Revelados" (2015).

Ben Kingsley ganhou o Oscar por "Gandhi" (1982) e concorreu em outras três oportunidades: "Bugsy" (1991); "Sexy Beast" (2000) e "Casa de Areia e Névoa" (2003).
 
Max Von Sidow foi indicado ao Oscar 2 vezes: "Pelle, o Conquistador" (1987) e "Tão Forte e Tão Perto" (2011). 

Jackie Earle Haley conquistou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por "Pecados Íntimos" (2006)

Outros livros do escritor : "Sobre Meninos e Lobos" e "A Entrega"
 
Os envolvidos não esclareceram o final do filme.


Filmografia Parcial:
Leonardo DiCaprio

 









Criaturas 3 (1991); Relação Indecente (1992); O Despertar de Um Homem (1993); Gilbert Grape: Aprendiz de Sonhador (1993); Rápida e Mortal (1995); Diário de um Adolescente (1995); Romeu + Julieta (1996); Titanic (1997); O Homem da Máscara de Ferro (1998); A Praia (2000); Gangues de Nova York (2002); Prenda-me Se For Capaz (2002); O Aviador (2004); Os Infiltrados (2006); Diamante de Sangue (2006); Ilha do Medo (2010); A Origem (2010); Django Livre (2012); O Grande Gatsby (2013); O Lobo de Wall Street (2013); O Regresso (2015); The Black Hand (2018); Killers of the Flower Moon  


Mark Ruffalo

 









 
Os Últimos Dias do Paraíso (1994); Studio 54 (1998); Conte Comigo (2000); A Última Fortaleza (2001); Códigos de Guerra (2002); Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004); De Repente 30 (2004); Colateral (2004); E Se Fosse Verdade... (2005);  A Grande Ilusão (2006); Zodíaco (2007); Traídos pelo Destino (2007); Ensaio Sobre a Cegueira (2008); Ilha do Medo (2010); The Avengers: Os Vingadores (2012); Truque de Mestre (2013); Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo (2014); Vingadores: Era de Ultron (2015); Spotlight: Segredos Revelados (2015); Truque de Mestre: O 2º Ato (2016); Thor: Ragnarok (2017); Vingadores: Guerra Infinita (2018)


Ben Kingsley

 









Gandhi (1982); Bugsy (1991); Quebra de Sigilo (1992); Dave - Presidente Por um Dia (1993); Lances Inocentes (1993); A Lista de Schindler (1993); A Morte e a Donzela (1994); Caça ao Terrorista (1997); Regras do Jogo (2000); O Som do Trovão (2005); Xeque-Mate (2006); A Última Legião (2007); Expresso Transiberiano (2008); Ilha do Medo (2010); Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo (2010); A Invenção de Hugo Cabret (2011); O Ditador (2012); Homem de Ferro 3 (2013); Ender's Game: O Jogo do Exterminador (2013) ; O Físico (2013); Refúgio do Medo (2014); Sem Retorno (2015).


Max von Sydow

 










O Sétimo Selo (1957); Morangos Silvestres (1957); No Limiar da Vida (1958); O Rosto (1958); A Fonte da Donzela (1960); Através de um Espelho (1961); Luz de Inverno (1963); A Maior História de Todos os Tempos (1965); A Morte Não Manda Aviso (1966); A Hora do Lobo (1968); Vergonha (1968); A Paixão de Ana (1969); O Exorcista (1973); Três Dias do Condor (1975); O Guerreiro do Futuro (1975); O Exorcista II - O Herege (1977); A Morte ao Vivo (1980); Flash Gordon (1980); Fuga Para a Vitória (1981); Conan, o Bárbaro (1982); 007 - Nunca Mais Outra Vez (1983); A Morte nos Sonhos (1984); Duna (1984); Hannah e Suas Irmãs (1986); Pelle, o Conquistador (1987);  Tempo de Despertar (1990); Um Beijo Antes de Morrer (1991); Europa (1991); Cidadão X (1995); O Juiz (1995); Amor Além da Vida (1998); Insônia (2001); Intacto (2001); O Escafandro e a Borboleta (2007);  A Hora do Rush 3 (2007); Solomon Kane - O Caçador de Demônios (2009);  Ilha do Medo (2010); Robin Hood (2010); Star Wars: O Despertar da Força (2015); Game of Thrones (seriado 2016) 


Ted Levine












Ironweed (1987); Atraiçoados (1988); Marcados Pelo Ódio (1989); Marcados Pelo Ódio (1991); Vencer ou Morrer (1993);  Mangler, O Grito de Terror (1995); Fogo Contra Fogo (1995); O Homem Da Máfia - O Filme (1996); O Quarto Poder (1997); As Loucas Aventuras de James West (1999); Evolução (2001); Velozes e Furiosos (2001); Ali (2001); O Segredo de Charlie (2002); Sob o Domínio do Mal (2004); Reencarnação (2004); Memórias de uma Gueixa (2005); O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (2007); O Gângster (2007); Monk: Um Detetive Diferente (seriado 2002 a 2009); Ilha do Medo (2010); Caçada ao Presidente (2014); Sangue Pela Glória (2016); Jurassic World: O Reino Está Ameaçado (2018)


John Carroll Lynch

 










Dois Velhos Rabugentos (1993); Fargo: Uma Comédia De Erros (1996); Estranha Obsessão (1996); Volcano: A Fúria (1997); Código Para o Inferno (1998); 60 Segundos (2000); Confidence - O Golpe Perfeito (2003); Na Companhia do Medo (2003); Ninguém Segura Essas Crianças (2004); Zodíaco (2007); Saindo de Uma Fria (2007); Gran Torino (2008); O Amor Acontece (2009); Juventude em Fúria (2010); Ilha do Medo (2010); Paul: O Alien Fugitivo (2011); Amor a Toda Prova (2011); Marcados Pela Guerra (2014); The Americans (seriado 2014); Ted 2 (2015); O Arquiteto (2016); American Horror Story (seriado - entre 2014 a 2017); White Orchid (2017) 

Jackie Earle Haley 

 










O Dia do Gafanhoto (1975); Herança Nuclear (1977); O Vencedor (1979); Porky 3 (1983); A Gang do Zoo (1985); Nemesis - O Exterminador de Andróides (1992); Maniac Cop 3 - O Distintivo do Silêncio (1993); Pecados Íntimos (2006); O Efeito da Fúria (2008); Watchmen: O Filme (2009); Ilha do Medo (2010); A Hora do Pesadelo (2010); Sombras da Noite (2012); Lincoln (2012); RoboCop (2014); O Nascimento de Uma Nação (2016); Preacher  (seriado 2016); A Torre Negra (2017); Alita: Battle Angel  (2018)




ATENÇÃO : ESTA PARTE APRESENTA  EXPLICAÇÕES PARA O FINAL MAIS ACEITO (SE NÃO ASSISTIU AO FILME AINDA, NÃO LEIA)

Andrew Laeddis  cria o alter ego de Teddy para fugir da tragédia que assolou sua família. Seu médico resolve fazer uma experiência numa última tentativa de conduzi-lo à realidade:
 
O filme começa com Teddy Daniels conhecendo seu parceiro, no barco, apenas perto da chegada à ilha.

Os doutores Cawley (Ben Kingsley) e Naehring (Max von Sydow) conversam com Teddy / Andrew como se ele fosse um paciente ou objeto de análise.

A preocupação dos guardas armados na chegada da dupla mostra que o fato de Andrews ser perigoso demanda profunda atenção.

Na entrega das armas, Chuck mostra falta de habilidade ao tentar tirar o revolver do coldre (mesmo estando na "agência há 4 anos") e o chefe dos guardas faz uma cara de insatisfação.
 
Durante o interrogatório uma paciente elogia meio sem graça o "doutor da paciente Rachel", olha para Chuck, que fica encabulado.
 
Rachel Solando” é um anagrama de “Dolores Chanal", nome da esposa de Andrew
 
Nas alucinações aparece a imagem de personagens que o aconselham a esquecer. Seria o seu subconsciente mandando mensagens?

A ilha contém 66 pacientes (24 na  Ala C; 42 na Ala A and B), mas a carta de Rachel diz terem 67 pacientes. Teddy descobre que o 67º paciente é Andrew Laeddis.
 
Teddy acredita que Andrew Laeddis (Elias Koteas) foi o homem que incendiou o prédio matando sua esposa e três outras pessoas.

As cenas que aparecem o fogo e/ ou fumaça (no apartamento; a da esposa; a fogueira da caverna; o fósforo aceso na cela ...) seriam uma indicação ao espectador de que Andrew, naquele momento, sofria de alucinações.

O momento em que temos água (o navio, o copo de agua; a tempestade ...) podem ser interpretadas como o momento de lucidez do personagem.

A "verdadeira" Rachel lhe chama de Marshall (Agente Federal), mas ela não sabia de sua chegada na ilha.

As explicações do Dr Sheehan (Chuck) mostrando que há 2 anos a consciência de Andrew sempre regride à fase inicial (como uma "fita rebobinada") traz a revelação dos fatos.

"Melhor morrer como um homem bom (um detetive tentando fazer o bem) do que viver como um monstro" (a tragédia da sua vida).
 
Andrew acordou curado ("a fita não rebobinou"), mas finge loucura e abre mão de viver os fins de seus dias com a horrível lembrança, aceitando se submeter à lobotomia que "apagará o seu cérebro". Seria uma forma de suicídio, não cometendo propriamente o suicídio, entregando a terceiros o seu destino (morte).


Agora o outro lado da Moeda:
 
Teddy nunca foi Andrews. Ele realmente seria um agente.

Teddy acorda como que dopado (vomitando) e Chuck lhe oferece cigarros (que a doutora falou conterem drogas alucinógenas).
 
"Chuck" tem dificuldade no manuseio da arma porque não é um agente federal e sim um membro do instituto.

A paciente que escreve lhe dá um aviso ("corra") que é percebido por Chuck (e aqui ela não teria sido instruída a escrever como parte do teatro).
 
As fichas dos pacientes sempre lhe são negadas.
 
Teddy não seria louco, um trama no caso da esposa. Acabou internado (um bom motivo) e sofreu experimentos de lavagem cerebral que o fez acreditar ser louco,  como por exemplo as drogas / remédios que recebeu para as "dores de cabeça" ou quando queria fumar.

Teddy recebeu a informação de que todos estavam contra ele.

As informações da doutora são muito específicas para uma alucinação.

Quem informou Teddy que aconteciam experimentos na ilha? Noyce, o prisioneiro com que ele conversa? A punição a Noyce foi ser trancafiado e ser tratado como louco?

Viver como mostro seria o destino que ele viu quando descobriu os pacientes da ala C? que uma vez que você seja considerado louco, sempre será visto como um (nada do que dizer realmente acreditarão, como dissera a verdadeira Rachel)?
 
A presença de um alemão após a segunda guerra, como psiquiatra do instituto, poderia ser com o intuito de aproveitar os conhecimentos nazistas para a Guerra Fria que começava a surgir entre as potências (quem já ouviu falar da "Operação Clipe de Papel" entenderá).
 
Estaria ele chegando ao entendimento do que acontecia na ilha e os médicos tentaram lhe induzir que era um retrocesso? Não conseguindo, se aproveitaram do trauma e tiveram com isso  uma validação para submetê-lo  a lobotomia?
 
Sua frase seria que preferia "viver como um homem bom" (com um pouco de sua sanidade) "do que viver como um monstro", resultado das experiências praticadas com os pacientes anteriores e agora com ele, já que não o deixariam partir.


Fontes:
Imdb
The Guardian
O Globo
Veja on line

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

LADYHAWKE, O FEITIÇO DE AQUILA / LADYHAWKE (1985) - ESTADOS UNIDOS





A Aurora e o Crepúsculo

O filme se inicia no século XIII, com  Phillipe Gaston (Matthew Broderick), o rato,  sendo  o primeiro preso a fugir das masmorras de Áquila. O bispo (John Wood) solicita ao seu capitão da guarda, Marquet (Ken Hutchison), que o recapture. O jovem consegue alguma vantagem, mas logo  é alcançado pelo guardas. Eis que surge um cavaleiro (Rutger Hauer) vestido de negro, em um cavalo de mesma cor, trazendo em seu braço um falcão. O cavaleiro, chamado Etienne Navarre, luta com os guardas e foge com o garoto. 



Quando chega o entardecer, Etienne solicita ao jovem que cuide de seu cavalo e vá buscar lenha. Na floresta, Gaston é perseguido por um enorme lobo negro. Ao tentar pedir ajuda ao cavaleiro,  é surpreendido por uma linda e misteriosa mulher (Michelle Pfeiffer), de capuz, que lhe impede de matar o lobo. Minutos depois Gaston a vê desaparecer  na mata com o animal. 


Ladyhawke foi um enorme sucesso em seu lançamento. Um conto de fadas medieval mesclado a uma aventura mitológica, uma fábula sobre o amor, com boas cenas de luta, cenários reais (o diretor abriu mão de cenários artificiais e as filmagens foram feitas em três castelos na Itália), efeitos e uma trilha sonora assinada por Alan Parsons (Alan Parsons Project, dos famosos hits "Eye in the Sky" e "Time") que utilizou uma sonoridade pop, com uso de sintetizadores.


Existem cenas belíssimas tais como: o momento em que ambos se tocam, o lobo no gelo e o duelo de espadas. Sua qualidade de filme atemporal lhe permite uma longevidade que ainda hoje é bem vista. Essa belíssima estória (escrita por Edward Khmara) de amor clássica, amparada em um roteiro inovador e a elogiada  direção de  Richard Donner  ("A Profecia", “Superman 1 e 2”, “Goonies” e os “Máquina Mortífera”), deu um status de filme cult a essa produção. 


A química entre Hauer (Etienne) e Pfeiffer (Isabeau d'Anjou) foi o grande destaque desse filme, amparado por um Matthew Broderick inspiradíssimo e por Leo McKer (o padre) com uma atuação na medida certa, tendo apenas com ressalva a trilha de Alan Parsons, que destoa do clima, chegando a soar estranho em alguns momentos. Como exemplo, podemos citar a abertura, embalada por sintetizadores eletrizantes, mas que fica parecendo uma longa abertura de um seriado  francês da década de 80, chamado "Guilherme Tell" que era exibido pela extinta Rede Manchete. 



A estória é universal. O filme, muitas vezes, parece uma produção de capa e espada antiga e, mesmo trinta e poucos anos depois, ainda seduz muitas pessoas que gostam de uma história de amor verdadeiro, situado  na época medieval, com toques de magia e final feliz.


Trailer:




Curiosidades:
Richard Donner cogitou  o cantor / ator Mick Jagger para o papel do Bispo.

Richard Donner convidou Kurt Russell para o papel de Navarrre e Hutger Hauer para o papel de capitão da guarda. O papel não interessou a Hauer. Quando Russel não pode aceitar o papel, Hauer ficou com o personagem.

Sean Penn e Dustin Hoffman foram cogitados para o papel de  Phillipe Gaston.

A ave do filme é da espécie Búteo-de-cauda-vermelha (red-tailed hawk), sendo nativa dos Estados Unidos e não da Europa. Foram utilizadas várias aves durante o filme.

Os castelos cedidos para as filmagens pertencem ao diretor italiano Luchino Visconti ("Morte em Veneza" e "O Leopardo") e familiares.

Áquila é o nome latin para Águia.

Edward Khmara que escreveu a estória, escreveu em seguida "Inimigo Meu" (1985).
 

Foram importados quatro lobos siberianos, maiores que os lobos europeus.

O filme custou $ 20.000,00.


Foi indicado a 2 Oscars: Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som

Filmografia Parcial:

Rutger Hauer

 








Soldado de Laranja (1977); Os Falcões da Noite (1981); Blade Runner, O Caçador de Andróides (1982); O Casal Osterman (1983); O Feitiço de Áquila (1985); Conquista Sangrenta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Fuga de Sobibor (1987); Fúria Cega (1989); Aliança Mortal (1991); O Destruidor (1992); A Nação do Medo (1994); Sobrevivendo ao Jogo (1994); Omega Doom (1996); Linha Vermelha (1997); Sin City: A Cidade do Pecado (2005); Batman Begins (2005); O Ritual (2011); Dracula 3D (2012); Escorpião Rei 4: Em Busca do Poder (2015).

Michelle Pfeiffer
 

 









Quando o Amor Renasce (1980); Charlie Chan e a Rainha Dragão (1981); Grease 2: Os Tempos da Brilhantina Voltaram (1982); Scarface (1983); Um Romance Muito Perigoso (1985); Ladyhawke - O Feitiço de Áquila (1985); As Bruxas de Eastwick (1987); As Amazonas na Lua (1987); De Caso com a Máfia (1988); Conspiração Tequila (1988); Ligações Perigosas (1988); Susie e os Baker Boys (1989); A Casa da Rússia (1990); Frankie & Johnny (1991); Batman: O Retorno (1992); A Época da Inocência (1993); Lobo (1994); Mentes Perigosas (1995); Íntimo & Pessoal (1996); Nas Profundezas do Mar Sem Fim (1999); Revelação (2000); Hairspray: Em Busca da Fama (2007); Sombras da Noite (2012); Mãe! (2017); Assassinato no Expresso do Oriente (2017); Homem-Formiga e a Vespa (2018)


Matthew Broderick











A Volta de Max Dugan (1983); Jogos de Guerra (1983); O Feitiço de Áquila (1985); Curtindo a Vida Adoidado (1986); Projeto Secreto - Macacos (1987); Metido em Encrencas (1988); Negócios de Família (1989); Tempo de Glória (1989); Um Novato na Máfia (1990); O Fantástico Mundo do Dr. Kellogg (1994); O Pentelho (1996); Godzilla (1998); Conte Comigo (2000); Um Natal Brilhante (2006); Roubo nas Alturas (2011); O Lado Americano (2016); The Gettysburg Address (2017); Look Away (2017); To Dust (2018).