sábado, 23 de setembro de 2017

GOTCHA! - UMA ARMA DO BARULHO / GOTCHA! (1985) - ESTADOS UNIDOS




Produção leve e sem compromisso

Jonathan Moore (Anthony Edwards) passa seus dias entre estudar e praticar um jogo de perseguição na faculdade onde tem que atingir e evitar ser atingido por “atiradores” com uma pistola de paintball. O jogo é “Gotcha”. Jonathan é um desastre com as garotas, mas um campeão na estratégia do jogo. Suas tentativas de conseguir uma garota nunca dão certo. ”Sorte no jogo, azar no amor". Certo dia consegue que sua família patrocine uma viagem à Paris. Ele e seu melhor amigo, Manolo (Jsu Garcia), chegam na “Cidade da Luz” e tentam conquistar garotas. Tudo muda quando o jovem encontra a bela Sasha (Linda Fiorentino) que lhe convida a ir até a Alemanha. Quando Jonathan se dá conta, percebe que se envolveu em um perigoso jogo de espionagem, onde um grupo fará de tudo para obter o que Sasha carrega.

Os anos oitenta !!! Me lembrava vagamente de Gotcha, um filme que vi na Tv e em VHS e que sempre me soou muito simpático, mas considerava um daqueles filmes que desapareceram por serem datados. Ledo engano. Fui surpreendido com um filme muito interessante, voltando à lembrança os motivos pela qual sempre gostei dessa produção.


“Gotcha !” (que é uma contração da expressão de "Got You" ou "Te Peguei !!") recebeu um subtítulo muito sem noção "Uma arma do barulho", até porque barulho é o que menos ela fazia. Jonathan é um americano virgem à procura de sua primeira namorada. Encontra uma mulher mais velha que o faz conhecer o amor e lhe vira a cabeça a ponto de acompanhá-la, em plena guerra fria, para dentro da Cortina de Ferro. A dupla vai parar  na temível Alemanha Oriental. 


Para quem viveu os anos 80, a Guerra Fria foi algo presenciado no dia a dia: conspirações, espionagem, ameaça nuclear, Muro de Berlin, paranoia e o medo que os americanos tinham dos países comunistas. Gotcha mergulhou nesse universo e incorporou outros como romance e situações de comédia light. E essas situações foram muito bem desenvolvidas: Manolo se passando por um terrorista argelino chamado "Chacal" para conquistar garotas que se sintam atraídas pelo perigo (lembrando que terrorismo nos EUA não existia ainda); a conversa entre Jonathan e Sasha ao se conhecerem; a saída da Alemanha Oriental em que a mesma mulher lhe proíbe em um guichê e lhe atende em seguida no outro como se não o conhecesse; Jonathan falando com uma mulher francesa a frase "Voulez-vous coucher avec moi?", que seria um convite para transar e não sair. E o mais irônico: Jonathan critica Manolo por se passar por um cara misterioso, envolvido em espionagem e acaba caindo no mesmo tipo de situação ...


O diretor Jeff Kanew havia feito dois anos antes o bom "Caçada Impiedosa" (1983) e, em 1991, dirigiria Kathleen Turner em "Bonita e Perigosa". Kanew fez uma aventura voltada para o publico juvenil, com um ritmo ágil, oriundo do roteiro de Dan Gordon. Gordon escreveu vários filmes interessantes: "O Passageiro 57" (1992); "Wyatt Earp" (1994); "Assassinato em Primeiro Grau" (1995) e fez o roteiro de "Hurricane: O Furacão" (1999). Já mostrava, neste, de seus primeiros filmes, talento para amarrar bem uma história com elementos bem originais. A brincadeira de "Gotcha" parece não fazer sentido no início do filme, mas contribui satisfatoriamente para o final, assim como, o personagem Manolo, que também parece ter um papel apenas para dar suporte a estória no início, ms que ajuda nosso herói de uma forma bem criativa. 


Tudo é bem amarrado em Gotcha.  É um misto de aventura com comédia juvenil, mas vendo com um olhar mais maduro do que na época percebe-se que os motivos pelo qual a produção agradou aquela geração não foi apenas sorte. Foi uma geração que teve bons filmes juvenis: “Porky's”; “De Volta Para o Futuro”; “Clube dos Cinco”; “A Garota de Rosa Shocking’; “Namorada de Aluguel”; “Curtindo a Vida Adoidado” ... Uma geração que recebeu qualidade nesse gênero e se divertia muito. Um filme como este hoje não seria feito, apenas por um pequeno detalhe: jovens armados com pistolas (mesmo que de tinta) correndo e atirando uns nos outros em uma faculdade, depois dos assassinatos em escolas nos Estados Unidos, seria um projeto condenado a não sair do papel. Épocas diferentes, situações diferentes.

Anthony Edwards (ainda com cabelo) e  Linda Fiorentino conseguiram segurar o filme. Ele com 23 anos (fazendo papel de 17 e, curioso, mentindo que tinha 23 para conquistar a personagem Sasha). Fiorentino estaria na casa dos 27 ou 29 anos (não se sabe a idade real da atriz - 1958 ou 1960) estava muito bonita neste filme e se tornaria uma musa dos adolescentes daquele período. Edwards seguiria uma carreia com algum destaque. Seria o parceiro de Tom Cruise em “Top Gun: Ases Indomáveis” (1986) e participaria do seriado “Plantão Médico” (entre 1994 e 2008). Fiorentino ficaria famosa com dois filmes: “O Poder da Sedução” (1994) e “Jade” (1995). A atriz não atua desde 2009. Jsu Garcia esteve em algumas boas produções e ainda está na ativa. 



Gotcha ainda é uma comédia bem legal. Um retrato de como eram as comédias juvenis dos anos 80, uma era de experimentações e transformações. Muita coisa boa e muita coisa esquecível foi feita. Este é um exemplo do que de bom era feito. Olhando o panorama anos depois, muita coisa mudou. Caiu o muro, houve pequenas guerras, conflito no Oriente Médio, onda de terrorismo, decadência social. No fim aquela época era bem melhor. Recomendável para aqueles que gostam de um filme bem leve, sem compromisso de passar alguma mensagem, apenas entreter. Uma produção que a programação das emissoras a cabo deveriam reprisar mais.

Curiosidades:
Em Portugal recebeu o título de "Um Americano em Berlim".

Anthony Edwards e o director Jeff Kanew haviam feito um anos antes "A Vingança dos Nerds" (1984).

O nome do objeto que Sasha (Linda Fiorentino) queria que Jonathan (Anthony Edwards) carregasse se chamava "Strudel".

Há várias referências aos filmes de 007: 
O sobrenome de Jonathan: "Moore", retirado do ator Roger Moore; 
Quando Jonathan fala : "The name is Moore. Jonathan Moore"; 
As locações na Alemanha foram as mesmas de 007 Contra Octopussy (1983)
Uma das locações na França foram as mesmas do filme "007 - Na Mira dos Assassinos (1985)", lançado no mesmo ano;
A trilha sonora ficou a cargo de  Bill Conti que trabalhou em único filme do agente britânico: "007 - Somente Para os Seus Olhos" (1981).

A frase do professor na aula,  "Go ahead. Make my day", remete ao filme de Eastwood,  "Impacto Fulminante" (1983), aonde o personagem Dirty Harry cunhou a famosa frase.

O filme custou $12.500.00 e arrecadou em torno de $10.800.000

A música "Gotcha!", interpretada por  Thereza Bazar, foi feita especialmente para o filme.

Trilha Sonora:

Gotcha interpretado por Thereza Bazar
 
Never Too Late interpretado por Giuffria

What's Your Name interpretado por Camelflage

Angel 07 interpretado por Hubert Kah

Wouldn't It Be Good interpretado por Nik Kershaw

Say It Ain't True interpretado por Giuffria

Gotcha Where I Want Ya  interpretado por Joan Jett and The Blackhearts

Small Town Boy  interpretado por Bronski Beat

Relax interpretado por Frankie Goes to Hollywood (Não foi incluída no LP)

Two Tribes interpretado por Frankie Goes to Hollywood (Não foi incluída no LP)
 
Filmografia Parcial:

Anthony Edwards

 









Picardias Estudantis (1982);  Lutando pelo Futuro (1983); A Vingança dos Nerds (1984); A Coisa Certa (1985); Gotcha! - Uma Arma do Barulho (1985); Top Gun: Ases Indomáveis (1986); Os Nerds Saem de Férias (1987);  O Elétrico Mr. North (1988); Cemitério Maldito II (1992); O Cliente (1994); Corações Apaixonados (1998); A Magia do Amor (1999); Os Thunderbirds (2004); Zodíaco (2007); Plantão Médico (seriado 1994 a 2008); Experimentos (2015); Controversy (2017);

Linda Fiorentino
 

 








Em Busca da Vitória (1985); Gotcha! - Uma Arma do Barulho (1985); Depois de Horas (1985); Shout: Dois Corações, Uma Só Batida (1991); À Sombra de um Disfarce (1993); O Poder da Sedução (1994); Jade (1995); Inesquecível (1996); MIB: Homens de Preto (1997); Dogma (1999); Cadê a Grana? (2000); Emboscada (2002); Once More with Feeling (2009) 

Jsu Garcia
 

 









A Hora do Pesadelo (1984); Gotcha! - Uma Arma do Barulho (1985); Predador 2 - A Caçada Continua (1990); O Novo Pesadelo: O Retorno de Freddy Krueger (1994); Um Vampiro no Brooklyn (1995); Comando Estratégico (1997); Candyman: Dia dos Mortos (1999); Traffic: Ninguém Sai Limpo (2000); Efeito Colateral (2002); Fomos Heróis (2002); Quero Ficar com Polly (2004); A Cidade Perdida (2005); Che: O Argentino (2008); Luta Pela Liberdade (2010); A Revolta de Atlas: Parte I (2011); Inferno by Dante (2017);

Alex Rocco (1936–2015)
 

 








O Homem Que Odiava as Mulheres (1968); O Poderoso Chefão (1972); A Última Cruzada do Fusca (1980); O Enigma do Mal (1982); Um Rally Muito Louco (1984); Um Homem Destemido (1985); Gotcha! - Uma Arma do Barulho (1985); De Volta à Escola de Horrores  (1987); O Nome do Jogo (1995); The Wonders: O Sonho Não Acabou (1996); O Casamento dos Meus Sonhos (2001); A Última Cartada (2006); Don't Sleep (2017).

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS / BATLLE BEYOND THE STARS (1980)




Os Sete Samurais do Espaço.

Akir é um planeta de uma raça pacífica que há muito não sabe o que é uma guerra. Sador, o conquistador chega com sua nave e seu poderio bélico e dá um ultimato: todos devem se submeter ao seu poder ou ele ativará o Conversor Estelar e destruirá o planeta. Shad é encarregado pelo povo a procurar ajuda e, pelo caminho, consegue encontrar um grupo de seres de várias raças dispostos a colocar fim a tirania de Sador.


Aventura de ficção científica galgada no sucesso "Guerra nas Estrelas" com um roteiro colado de "Os Sete Samurais" (1954) de Akira Kurosawa. "Os Sete Samurais" foi um marco do cinema japonês e mundial que o diretor Jimmy T. Murakami  transpôs para as telas na forma de Ficção Científica. Em 1960 surgiria "Sete Homens e Um Destino" que se transformou imediatamente em um clássico do faroeste e era versão do velho oeste para o filme do diretor japonês. Por que não aproveitar o mesmo tema e adaptá-lo ao momento da juventude do final dos anos 70 e início dos Anos 80 ? "Mercenários das Galáxias" foi a resposta rápida para os estúdios faturarem em cima do que fazia sucesso na época: filmes de ficção científica com batalhas espaciais.  "Guerra nas Estrelas" (1977) foi um marco. Em seguida viria "Galactica - Astronave de Combate" (1978), outro sucesso com direito a série com alto Ibope. "Jornada nas Estrelas" até então (a série) era a referência de viagens no espaço. Em 1979 a Paramount resolveu tirar a tripulação da Entreprise da aposentadoria e levá-la para o cinema. O filme foi classificado como frio, mas mostrou que tinha público para consumir a marca e seguiu-se outras 5 produções e spin-offs. Mercenários não tinha dinheiro, era uma produção de baixo orçamento com atores que eram conhecidos ou que seriam conhecidos. Mesmo com efeitos "pobres", em relação as produções citadas, o público gostou e o filme fez muito sucesso, principalmente no Brasil, quando chegou à tv.



A ideia de reunir um grupo de mercenários não era nova, mas o roteiro criou personagens simpáticos o suficiente para cobrir alguns defeitos que hoje são bem visíveis. O filme vai apresentando, aos poucos, os personagens cada qual com uma qualidade ou habilidade:
Shad (Richard Thomas), o jovem que vive numa colônia (lembrou de Skywalker?) e aceita a  missão de achar pessoas que possam lutar por Akir e seus habitantes os "Akira" (lembraram de Akira Kurosawa?). Ele recebe uma antiga nave de combate com um computador de voz feminino que lhe dá instruções sobre como proceder em sua missão.


Cowboy (George Peppard), um terráqueo que cruza o espaço em uma nave levando armas. É um amante dos tempos do velho oeste e de seu modo de vida.


Cayman (Morgan Woodward), representante de um povo lagarto que odeia Sador e fará de tudo para destruí-lo.


Nestor (Earl Boen), uma entidade que se divide em 4 clones que compartilham pensamentos, sensações e emoções e possuem uma nave de material desconhecido.



Gelt (Robert Vaughn), um dos assassinos mais procurados da galáxia, cansado de fugir. Entra na causa pela promessa de lhe darem refúgio e comida em Akir.

St. Exmin (Sybil Danning), uma guerreira Valquiria que anda em roupas sensuais e anseia por uma batalha real onde possa provar o seu valor.

Nanelia (Darlanne Fluegel), jovem que Shad encontra em um planeta onde trabalha com o pai, Dr. Hephaestus (Sam Jaffe), reparando robôs. A vontade de sair do planeta, a especialidade em computadores  e o interesse em Shad a leva a segui-lo em uma nave.


Esse grupo heterogêneo resolve enfrentar Sador (John Saxon) e sua armada com um plano de impedi-lo de usar o Conversor Estelar (alguém se lembrou do raio mortal da "Estrela da Morte" em "Guerra nas Estrelas"?)
O diretor Jimmy T. Murakami, ex-documentarista que vinha de uma indicação ao Bafta por "Insects" e um prêmio no Festival de Veneza por "Charlie", fez uma uma aventura espacial (com a ajuda do famoso produtor Roger Corman, que na época não teve o nome creditado como co-diretor) que agradou muito a juventude da época e hoje muitos lembram com carinho e tem vontade de assisti-lo (está disponível no Youtube legendado). Há, claro, a trilha sonora (muito boa) colada de "Guerra nas Estrelas", personagens já vistos em outras produções (com uma pequena mudança) e o ambiente que lembra produções anteriores de ficção científica, mas tudo feito com muita eficiência.
 


O elenco é um achado: Richard Thomas fez o John-Boy   no famoso seriado "Os Waltons";  Robert Vaughn (1932–2016) ficou famoso por seu papel no seriado "O Agente da Uncle" e esteve em "Sete Homens e Um Destino" como um dos pistoleiros que ajuda o povoado.  George Peppard (1928–1994)  ficaria famoso por seu personagem "Hannibal" no famoso seriado "Esquadrão Classe A"; Earl Boen será sempre lembrado pelo psiquiatra que interroga Sarah Connor em "O Exterminador do Futuro", achando que ela é louca. Sybil Danning viria a se tornar a rainha dos filmes B com seu visual "Femele Fatale" em várias produções. Sybil faria, em 1983, o filme  "Os Sete Magníficos Gladiadores", uma versão também de "Os Sete Samurais" agora no gênero capa e espada, ao lado de Lou Ferrigno (o antigo Hulk) e Dan Vadis ("Os Dez Gladiadores"). John Saxon ficara famoso ao participar do filme "Operação Dragão', o filme mais famoso do artista marcial / ator Bruce Lee. O filme mais conhecido de Darlanne Fluegel foi "Condenação Brutal" com Stallone, onde fez a esposa do personagem. A destacar o veterano Sam Jaffe ("Ben-Hur") e Marta Kristen (do seriado  "Perdidos no Espaço") em rápida aparições. 


Mercenários das Galáxias é um filme a ser revisto por aqueles que curtiam o início das ficções científicas com efeitos mais elaborados, quando tudo era novidade e, esperar os filmes reprisarem na tv, era o que mais deixava ansiosa aquela geração de cinéfilos.

Trailer:



Curiosidades:
James Cameron e sua futura esposa e  produtora Gale Anne Hurd  se conheceram nessa produção. Cameron foi um dos responsáveis pelos efeitos. Juntos fariam  "O Exterminador do Futuro" (1984),  "Aliens - O Resgate" (1986) e  "O Segredo do Abismo" (1989). O casal se separaria durante o making of desta última produção.

Até então o filme mais caro do diretor  Roger Corman. Grande parte dos custos foram para pagar os salários de Robert Vaughn e George Peppard.

George Peppard foi uma das escolhas para o papel de Vin em "Sete Homens e Um Destino" (1960). O papel ficou nas mãos do ator Steve McQueen.

Realizado no mesmo ano de "O Império Contra-Ataca" (1980), 'Flash Gordon" (1980) e "Galaxina" (1980).  

O diretor  Jimmy T. Murakami (1933–2014) foi indicado ao Oscar como escritor de curta por "The Magic Pear Tree" (1968). Foi um dos diretores do famoso desenho que foi levado aos cinemas: "Heavy Metal: Universo em Fantasia" (1981).

Richard Thomas foi indicado a dois Globos de Ouro (em 1974 e em 1975) de Melhor Ator por sua participação no seriado "Os Waltons".

Robert Vaughn foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por "O Moço de Filadélfia" (1959)

Sam Jaffe foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por "O Segredo das Jóias" (1950).

O nome de batismo de Sybil Danning é Sybille Johanna Danninger.

O nome de batismo de John Saxon é Carmine Orrico.

Richard Thomas em "Os Waltons".

 












Robert Vaughn em "O Agente da Uncle"








George Peppard em "O Esquadrão Classe A"

 







Filmografia Parcial:
Richard Thomas
 

 



O Último Verão (1969); Céu Vermelho ao Amanhecer (1971); Os Desajustados (1971); Sob a Sombra da Outra (1972); Os Waltons (seriado 1971 a 1978); Mercenários das Galáxias (1980); It: Uma Obra Prima do Medo (mini-serie 1990); A Walton Thanksgiving Reunion (1993); A Walton Weddin (1995); O Relógio (1996); A Walton Easter  (1997); As Aventuras da Família Robinson (seriado 1998); Caçadores de Fortuna (2000); Garotos Incríveis (2000); Em busca de um milagre (2001); Aconteceu em Woodstock (2009); Anesthesia (2015); The Americans (seriado 2013 a 2016); The Price for Silence (2018).

George Peppard (1928–1994) 
 

 





 
Os Bravos Morrem de Pé (1959);  A casa da colina (1960); Bonequinha de Luxo (1961); A Conquista do Oeste (1962); O Terceiro Dia (1965); Crepúsculo das Águias (1966); O Pêndulo (1969); A Lei de Newman (1974); Do Inferno à Vitória (1979); Mercenários das Galáxias (1980); Os Caçadores do Avião de Ouro (1981); A Tigresa (1992); Esquadrão Classe A  (1993 a 1997).

Robert Vaughn (1932–2016)
 











Os Dez Mandamentos (1956); Sangue de Valentes (A Morte de Jesse James) (1957); A Dois Passos da Forca (1959); O Moço de Filadélfia (1959); Sete Homens E um Destino (1960); Almas nas Trevas (1963); O Espião do Chapéu Verde (1967); O Agente da UNCLE. (seriado 1964 - 1969), A Ponte de Remagem (1969) Júlio César (1970); Júlio César (1970) Hangar 18 (1980); Questão de Honra (1982) Superman III (1983); Comando Delta (1986); O Assassino do Presidente; The Magnificent Eleven (2013).

John Saxon
 

 









O Passado Não Perdoa (1960); Quadrilha do Inferno (1961); As Férias de Papai (1962); Olhos Diabólicos (1963); Operação Dragão (1973); Noite do Terror (1974); O Império do Crime (1976); Shalimar (1978);  O Cavaleiro Elétrico (1979); Mercenários das Galáxias (1980); O Homem com a Lente Mortal (1982); A Hora do Pesadelo (1984); Keruak, O Exterminador de Aço (1986); A Hora do Pesadelo 3: Os Guerreiros dos Sonhos (1987); O Último Samurai (1988); Um Amor do Futuro (1980); Linha de Chegada (1990); Fúria Assassina (1993); Um Tira da Pesada 3 (1994); O Novo Pesadelo: O Retorno de Freddy Krueger (1995); Um Drink no Inferno (1996); Revanche Sangrenta (2001); Genghis Khan (2010); After the Thunderstorm (2018)

Sybil Danning
 

 








O Amante da Ursa Maior (1971); Barba Azul (1972); Os Três Mosqueteiros (1973); Os Quatro Mosqueteiros - A Vingança de Milady (1974); Operação Thunderbolt (1977); O Príncipe e o Mendigo (1977)/ Aeroporto 79 - O Concorde (1979); Meteoro (1989); Mercenários das Galáxias (1980); Salamandra (1981); Os Sete Magníficos Gladiadores (1983); Hércules 87 (1983); Brincando com Fogo (1984); Guerreiros Selvagens (1984); Grito de Horror 2 (1985); Reformatório de Mulheres (1986); A Rainha Guerreira (1987); Halloween - O Ínicio (2007); Sentença de um Assassino (2008); Virus X (2010).