quinta-feira, 14 de setembro de 2017

O DESTRUIDOR / SPLIT SECOND (1992) - REINO UNIDO







SEM NOÇÃO, MAS DIVERTIDO

Harley Stone (Rutger Hauer) é um policial que perdeu o parceiro em ação de forma trágica. O evento o transformou em um paranoico, outsider e mal humorado que não segue regras e não aceitas opiniões. Com o surgimento de um novo assassinato nos moldes do seu antigo caso, Stone acredita que o assassino voltou. O chefe de Stone, Thrasher (Alun Armstrong) aceita colocá-lo no caso desde que trabalhe com um novo parceiro: o detetive Dick Durkin  (Alastair Duncan). A dupla segue os rastros do que parece ser uma criatura. Ao encontrar a antiga esposa de seu parceiro, Michelle (Kim Cattrall), Stone sente uma atração que é correspondida, mas agora Michelle também será o alvo da estranha e mortal criatura que começa a deixar um rastro de corpos com simbolismos.


A produção de 1992 acreditou (ou quis  que o público acreditasse) que 16 anos depois a camada de ozônio estaria crítica e que Londres seria um lugar chuvoso, caótico, feio  e cheio de ratos, com um monstro a devorar suas vítimas. Bom não chegamos a isso ainda, preferimos criar um futuro em que  a ameaça atômica rodeasse o planeta, nenhum sistema político funcionasse, a xenofobia aumentasse e países de terceiro mundo sofressem com fome e violência, mas nada de criaturas alienígenas nem sobrenaturais.

  
O Destruidor é um filme de baixo orçamento, dirigido por Tony Maylam, um cineasta sem uma filmografia de grande destaque. Após essa produção realizou mais um filme e voltou-se para documentários. O roteiro foi de Gary Scott  Thompson, esse sim, envolvido em boas produções, onde escreveu os roteiros ou desenvolveu os personagens de filmes como: "O Homem Sem Sombra"; "88 Minutos" e a franquia "Velozes e Furiosos". Logo fica a dúvida: o roteiro foi mal desenvolvido ou a direção foi fraca ? Bom o roteiro não tem nada de novo: na verdade é uma colcha de retalhos de várias produções: o clima "Blade Runner"; o visual "Exterminador Implacável" (1987) disfarçado; a mistura Predador e Alien; os detetives que não se entendem no início como em "Máquina Mortífera" e as garras de Freddy Krugger, com direito a DNA de rato e ligações com o ocultismo, numa criatura em uma visível roupa de borracha. Esse sopão era muito comum, até para criar uma prévia simpatia aos elementos colocados no roteiro. E a pergunta que pode ser feita é: O filme funciona? A resposta talvez seja fácil de ser percebida se você se lembra imediatamente do filme se alguém comentar. Se você nunca ouviu falar do filme também terá sua resposta. Sim, o filme caiu no ostracismo das miríades de produções que tentam ocupar o Share of Mind do  consumidor e não aparece mais nas programações da tv. Mas uma coisa é inegável: é divertido.

Rutger Hauer sempre será lembrado por 3 filmes: "Blade Runner", "A Morte Pede Carona" e "Ladyhawk - o Feitiço de Áquila" (acredito que a ordem de importância seja igual a de quem lê este post). Hauer sempre foi um bom ator e aqui é a força motriz do filme: seu personagem é resmungão, obsessivo, irônico e criou uma "armadura" que impede as pessoas de se aproximarem dele. A chegada e o convívio forçado com Dick visa ajudar o tira durão a perceber que sozinho não dará conta da criatura (e dupla de policiais faziam sucesso). Um é força o outro é conhecimento. E assim seguem entre conclusões e ações. 

Falando em ação isso foi algo que o roteiro não economizou: deu para Stone uma arma que parece ser a de Harrison Ford em "Blade Runner" e municia Dick com uma versão menor de uma metralhadora giratória usada por um dos personagens de "O Predador"  (e dá-lhe referências). Michelle é a parte que faz com que o filme não mergulhe inteiramente na truculência e dá um clima de romance para desacelerar a ação e para o espectador poder acompanhar a estória. Talvez tenha destoado um pouco, mas tem um porquê (na cabeça do roteirista) de estar no contexto.




Os atores são um dos melhores pontos do filme. A escalação de Hauer foi um acerto. Alastair Duncan (que assinava como Neil Duncan) vinha de participações em seriados e continuou atuando nesse segmento, além de colocar sua voz em desenhos, video games e participações esporádicas em telefilmes. Sua última aparição no cinema foi em "Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres" de 2011. Kim Cattrall ficou famosa no seriado "Sex And The City" e vinha de filmes conhecidos: "Manequim"  e "Aventureiros do Bairro Proibido". Seu visual, de cabelos negros, lembrou muito sua participação como Vulcana em "Jornada nas Estrelas VI - A Terra Desconhecida". Sua atuação está ok, mas seu papel não foi muito desenvolvido. Para completar temos  Pete Postlethwaite (1946–2011), excelente ator que voltou aos holofotes com o premiado  "Em Nome do Pai" (1993), onde seria indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Em "O Destruidor" o seu papel é ter uma desavença com Stone dentro do departamento de polícia. Alun Armstrong que faz o chefe do Departamento de Polícia é outro excelente ator de várias produções do cinema e da Tv. Podemos lembrá-lo por sua participação na simpática aventura "krull". 



O Destruidor é um filme de Ação que hoje é lembrado com carinho por quem o assistiu. A década de 90 teve muitas produções de baixo orçamento com roteiros "meio doidos", bem no climão dos filme B, quase beirando o trash, mas que garantiam a diversão.

Trailer (sem legendas):





Curiosidades:

Estreou nos cinemas brasileiros em março de 1993 

Em 1995 foi transmitido pela Tv Bandeirantes


Filmografia Parcial:

Rutger Hauer:

 


 





Soldado de Laranja (1977); Os Falcões da Noite (1981); Blade Runner, O Caçador de Andróides (1982); O Casal Osterman (1983); O Feitiço de Áquila (1985); Conquista Sangrenta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Fuga de Sobibor (1987); Fúria Cega (1989); Aliança Mortal (1991); A Nação do Medo (1994); Sobrevivendo ao Jogo (1994); Omega Doom (1996); Linha Vermelha (1997); Sin City: A Cidade do Pecado (2005); Batman Begins (2005); O Ritual (2011); Dracula 3D (2012); Escorpião Rei 4: Em Busca do Poder (2015).

Kim Cattrall

 








Os Quatro Mosqueteiros - A Vingança de Milady (1974); Setembro Negro (1975); Vingança Sangrenta (1977); Porky's - A Casa do Amor e do Riso (1981); Loucademia de Polícia (1984); Os Aventureiros do Bairro Proibido (1986); Manequim (1987); A Farsa (1988); A Volta dos Mosqueteiros (1989); A Fogueira das Vaidades (1990); Jornada nas Estrelas VI - A Terra Desconhecida (1991); O Destruidor (1992); Sem Suspeita (1995); Inesquecível (1996); Crossroads: Amigas para Sempre (2002); O Julgamento do Diabo (2003); Sex and the City (seriado 1998-2004);Sex and the City: O Filme (2008); Sex and the City 2 (2010).

Pete Postlethwaite (1946–2011)  
 










Os Duelistas (1977); Cyrano de Bergerac (1985); A Ilha do Tesouro (1990); Alien³ (1992); O Destruidor (1992); O Último dos Moicanos (1992); Em Nome do Pai (1993); Os Suspeitos (1995); Coração de Dragão (1996); Romeu + Julieta (1996);  O Mundo Perdido: Jurassic Park (1997); Amistad (1997); Entre Gigantes (1998); Alice no País das Maravilhas (1990); A Revolução dos Bichos (1999); Desejo de Liberdade (2002); Água Negra (2005); O Jardineiro Fiel (2005); A Profecia (2006); Mensagem do Além (2007); Solomon Kane - O Caçador de Demônios (2009); Fúria de Titãs (2010); A Origem (2010); Atração Perigosa (2010).

Alun Armstrong
 
 










Carter - O Vingador (1971); Os Duelistas (1977); A Mulher do Tenente Francês (1981); krull (1983); O Destruidor (1992); Jogos Patrióticos (1992); Beleza Negra (1994); Coração Valente (1995); O Santo (1997); A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999); Prova de Vida (2000); O Retorno da Múmia (2001); Van Helsing: O Caçador de Monstros (2004).

2 comentários:

  1. VI ESSE FILME NA BAND NOS SAUDOSOS ANOS 90

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Carlos Mariano.
      Esse filme passava na Band no tempo que ela investia em filmes para competir com outras emissoras. Tinha até o Cine Trash que cativou milhares de fãs. Obrigado pelo comentário e volte sempre. Um grande Abraço.

      Excluir

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visitem a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries (se puderem curtir ajudaria)
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre