sexta-feira, 13 de maio de 2016

OS QUATRO MOSQUETEIROS: A VINGANÇA DE MILADY / THE FOUR MUSKETEERS: MILAYD'S REVENGE (1974) - ESTADOS UNIDOS / REINO UNIDO / ESPANHA / PANAMÁ



 
PASSATEMPO DIVERTIDO

Continuação do sucesso “Os Três Mosqueteiros - As Joias da Rainha” (1973), lançado um anos antes. Este filme na verdade não é uma continuação, visto que o projeto original colocaria o filme com um pouco mais de três horas. Optou-se então por dividi-lo em dois filmes sendo este último lançado um ano após o primeiro. Existem informações de que houve um processo, devido os atores terem sido contratados para um filme e participaram de 2. Os produtores alegaram que contrataram não por filme, mas por projeto. 

 







Apesar de ter sido criado em uma única parte e desmembrado em duas, a impressão é de que parece mesmo uma continuação. Nesta a trama mantém-se os personagens do outro filme, porém o jovem D’Artagnan  se enamora da vilã Milady (Faye Dunaway) e acaba descobrindo um segredo do passado que a vilã esconde a todo custo. Tendo sofrido a derrota no primeiro filme e temendo por sua vida, Milady resolve que eliminará o jovem mosqueteiro e sua desastrada amada Constance (Raquel Welch). O que se segue são os mosqueteiros ajudando D’Artagnan e a rainha (Geraldine Chaplin) do maquiavélico Cardeal Richelieu (Charlton Heston novamente ótimo) e seu braço, mas nem tanto, direito, Rochefort (Christopher Lee). 




 
E aí é que o filme apresenta algumas inconsistências: D’Artagnan e Constance, em determinadas cenas, não reconhecem a vilã Milady, mesmo tendo-a enfrentado diretamente. Porthos que conhece o passado de Milady, por outro nome, a reconhece e é reconhecido, mas o estranho é pensar que mesmo com identidades diferentes, Milady, sendo uma vilã astuta, que parece conhecer seus inimigos, nunca tenha dado uma olhada em Porthos. Se fosse apenas isso, ainda poderíamos relevar em prol da aventura, porém o filme apresenta um grande problema: perde em determinados momentos a graça. Algumas cenas cômicas não funcionam ou funcionam no início da situação. Como exemplo, as cenas das lutas na neve e o enfrentamento dos rebeldes no alto de uma construção. 




 
Há mais combates, mas não há aquela maestria nas lutas como nas versões de Errol Flym (Robin Hood) e Gene Kelly (nos “Os  3 Mosqueteiros” de 1942). A direção optou em dividir a história entre três personagens:  D’Artagnan, Milady e Athos (novamente um show de Oliver Reed). O Rei, a Rainha e o Duque de Buckingham viraram meros participantes de luxo, apenas para dar andamento à trama. A direção de Richard Lester é boa nesta sequência, porém o roteiro perdeu a força e comprometeu o resultado final. O diretor ainda faria, dois anos depois, uma das melhores adaptações da história de Hobin Hood com o filme “Robin e Marian” (com Sean Connery e Audrey Hepburn), onde mostra um herói velho e desiludido, voltando das cruzadas.

 




Lester e o produtor  Ilya Salkind  repetiriam a mesma ideia, de dividir um filme em dois, no sucesso Superman I e II, com Christopher Reeve, onde Lester atuou como produtor no primeiro e diretor no segundo, com a saída de Richard Donner. Em 1989 o diretor voltaria, com o elenco, para um terceiro filme chamado “O Retorno dos Mosqueteiros” (The Return of the Musketeers) com a atriz Kim Cattrall ("Aventureiros do Bairro Proibido") e o ator C. Thomas Howell (de "A Morte Pede Carona").
Em 2004, Michael York voltaria ao personagem na adaptação televisiva “A Filha do Mosqueteiro” (La Femme Musketeer/  Lady Musketier - Alle für eine) ao lado de Gérard Depardieu e Nastassja Kinski.



 




"Os Quatro Mosqueteiros – A Vingança de Milady", ainda que inferior, se comparado ao primeiro filme, é um passatempo divertido e que prende a atenção. O filme consegue, tirando os problemas citados, trazer aquele tom de nostalgia que o público que o assistiu tanto gosta. Como é um filme de época, fica pouco defasado a não ser no tipo de câmeras em que foi produzido (anos luz das câmeras digitais atuais). Hoje, podemos até dizer que uma qualidade é não ter efeitos especiais para amparar a história. Tudo foi feito com locações reais e grandes atores. Um bom passatempo a ser considerado.

Trailer:


 


Tailer - "O Retorno dos Mosqueteiros"






 Trailer : A Filha do Mosqueteiro

 



Curiosidades:























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visitem a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries (se puderem curtir ajudaria)
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre