quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME / THREE BILLBOARDS OUTSIDE EBBING, MISSOURI (2017)


DA DOR QUE A VIOLÊNCIA CAUSA

Mildred  (Frances McDormand)  é uma mãe que perdeu a filha, há sete meses,  de uma forma brutal. Diante do que considera como pouco empenho na solução do caso, resolve alugar três outdoors, fora da cidade (ficcional, no sul dos Estados Unidos), expondo novamente o caso e responsabilizando diretamente o xerife  Willoughby (Woody Harrelson) pelas investigações não terem prosseguido. Ela enfrentará uma cidade para buscar a justiça que lhe foi negada.



A sinopse acima passa a ideia de um filme como tantos outros que já vimos: uma pessoa busca justiça onde a Justiça não buscou os culpados. É a partir desse ponto que os personagens serão delineados e perceberemos que estamos diante de um roteiro bem diferente e de um diretor (em seu terceiro filme) que soube aproveitar as nuances da estória, voltando suas lentes para situações e personagens inusitados.


Mildred é uma mulher que a vida castigou severamente: foi largada por um marido violento em detrimento de uma mais nova, teve a filha assassinada e vive com um filho cujo o relacionamento não é dos melhores.  Sua vida tornou-se ainda mais amargurada. Ela busca justiça e vingança e não se importa em qual ordem isso acontecerá. Mas a situação não é favorável: não há pistas do (s) assassino(s) e o responsável pelas investigações encontra-se em estágio terminal. Willoughby fica chocado por saber que Mildred sabe da sua condição e que pouco se importa. Atacar um homem considerado bom pai e cidadão, nessas condições, gera antipatia dos habitantes da cidade e, de certa forma, dos espectadores.  Só que ela tem um objetivo e não se prenderá ao sentimentalismo de um homem moribundo ou o medo de não ser vista com simpatia.



Curiosamente quando Mildred aluga três anúncios há uma percepção muito interessante: três também são os personagens principais da trama: Mildred, Willoughby e  seu subordinado, Dixon (Rockwell), um homem racista que acredita na truculência como forma de resolver as pendências que surjam. Três vidas, três atitudes, três destinos. E aí o filme pega o espectador: quando imaginamos personagens estereotipados e situações que caminham para certa obviedade surgem novas situações que vão desafiando continuamente nossas expectativas.  Culpa, justiça, raiva, desilusão, redenção. Uma raiva que gera mais raiva, mas em determinado ponto a curva descende e o perdão de ações impensadas pode ser a força motriz que também busca justiça.


Mesmo possuindo inúmeras qualidades é nas performances fantásticas dos atores  que o filme cresce.  Frances McDormand (em sua justa quinta indicação ao Oscar) está ótima na pele da mulher que bota uma bandana na testa e que buscará justiça mesmo que tenha que tacar fogo na cidade. Sentimos a dor de sua personagem em cada frase. Woody Harrelson é um homem da lei com uma compreensão ímpar das pessoas e da vida, mesmo com pouco tempo em cena seu personagem tem participação fundamental na trama. Sam Rockwell é um ator que mostra uma versatilidade impressionante. Basta lembrarmos de "A Procura de um Milagre", "Lunar" e "Homem de Ferro". Seu personagem é o que sofre maior mudança no texto.  O motivo pelo qual sempre fora uma pessoa desprezível, muito pela influencia da mãe (Sandy Martin, excelente)  e, de repente, uma luz de mudança surge no fim do túnel, é um dos grandes momentos do filme. Pode até abocanhar um merecido Oscar de Ator Coadjuvante.  O restante do elenco está muito bem com destaque para John Hawkes (o marido Charlie) e Peter Dinklage (ator do seriado "Games of Thrones"), como um pretenso admirador de Mildred. No fim o diretor Martin McDonagh deixa para o espectador escolher o seu personagem preferido.


Três anúncios Para um Crime é um daqueles filmes que aparecem no circuito sem uma grande máquina de divulgação por trás e que mostra-se um raro exemplo de como o cinema pode emocionar e levar à reflexão.  Filme com excelentes qualidades,  onde se destacam as ótimas performances dos atores, planos de enquadramentos muito interessantes, aliados a um roteiro e trilha sonora de primeira.

Trailer:



Curiosidades:
Frances McDormand ganhou o Oscar de Melhor Atriz por "Fargo" (1996);

Woody Harrelson já foi indicado 2 vezes ao Oscar: "O Povo Contra Larry Flint" (1996); "O Mensageiro" (2009). Esta é sua terceira indicação;


Lucas Hedges foi indicado ao Oscar de Melhor ator Coadjuvante por "Manchester À Beira-Mar" (2016);

John Hawkes foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por  "Inverno da Alma" (2010);

Orçado em $15,000,000 e arrecadado até o momento, mundialmente,  em torno de $71.000,00;

A cidade onde o filme foi filmado fica na Carolina do Norte e é chamada de Sylva;

O filme que a mãe de Dixon (Sam Rockwell) assiste é "Inverno de Sangue em Veneza" (1973) com Donald Sutherland ;

O filme tem 2 atores concorrendo na mesma categoria "Oscar de Melhor Ator Coadjuvante": Woody Harrelson e Sam Rockwell;

A bandana que Mildred usa é uma homenagem ao filme "O Franco Atirador" (1978), dos quais o diretor Martin McDonagh e Sam Rockwell são fãs;

Um dos quadrinhos que Dixon lê e que tem uma camisa é 'Incorruptible'. Escrito por Mark Waid, conta a história de um vilão que é empurrado para o papel de um herói. È um paralelo à própria jornada de Dixon através do filme. 

Indicado a sete Oscars:
 Melhor Filme
 Melhor Atriz (para Frances McDormand)
 Melhor Ator Coadjuvante (para Woody Harrelson)
 Melhor Ator Coadjuvante (para Sam Rockwell)
 Melhor Roteiro Original (escrito por Martin McDonagh)
 Melhor Edição
 Melhor Trilha Sonora Original (por Carter Burwell) 


Filmografia Parcial:

Frances McDormand
 

 









Gosto de Sangue (1984);  Justiça Pelas Próprias Mãos (1986); Arizona Nunca Mais (1987); Mississipi Em Chamas (1988); Darkman - Vingança Sem Rosto (1990); A Mulher do Açougueiro (1991); Short Cuts - Cenas da Vida (1993); Muito Além de Rangum (1995); Fargo: Uma Comédia De Erros (1996); As Duas Faces de Um Crime (1996);  Quase Famosos (2000); O Homem que Não Estava Lá (2001); Alguém Tem Que Ceder (2003); Queime Depois de Ler (2008); Transformers: O Lado Oculto da Lua (2011); Moonrise Kingdom (2012); Ave, César! (2016); Três Anúncios Para um Crime (2017) 


Sam Rockwell
 








  

Noites Violentas no Brooklyn (1989); As Tartarugas Ninjas (1990); O Dono da Noite (1992); Basquiat - Traços de Uma Vida (1996); À Espera de um Milagre (1999); Heróis Fora de Órbita (1999); As Panteras (2000); Confissões de Uma Mente Perigosa (2002); O Guia do Mochileiro das Galáxias (2005); Joshua: O Filho do Mal (2007); O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (2007); Frost/Nixon (2008); Lunar (2009); Estão Todos Bem (2009); Homem de Ferro 2 (2010); Cowboys & Aliens (2011); Sete Psicopatas e um Shih Tzu (2012); Poltergeist: O Fenômeno (2015); Três Anúncios Para um Crime (2017); Blue Iguana (2018); Backseat  (2018).

Woody Harrelson
 











Despertar do Demônio (1987); Dr. Hollywood: Uma Receita de Amor (1991); Homens Brancos Não Sabem Enterrar (1992); Proposta Indecente (1993); Assassinos por Natureza (1994); Assalto Sobre Trilhos (1995); O Povo Contra Larry Flint (1996); Além da Linha Vermelha (1998); Austin Powers: O Agente 'Bond' Cama (1999); Tratamento de Choque (2003); Ladrão de Diamantes (2004); Terra Fria (2005); O Homem Duplo (2006); Onde os Fracos não Têm Vez (2007); Expresso Transiberiano (2008);  O Amor Pede Passagem (2008); Sete Vidas (2008); Zumbilândia (2009); 2012 (2009); Jogos Vorazes (2012); Sete Psicopatas e um Shih Tzu (2012); Jogos Vorazes: Em Chamas (2013); Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 (2014); Jogos Vorazes: A Esperança - O Final (2015); Truque de Mestre: O 2º Ato (2016); Planeta dos Macacos: A Guerra (2017); O Castelo de Vidro (2017); Três Anúncios Para um Crime (2017); Han Solo: Uma História Star Wars (2018); Venom (2018).

Zeljko Ivanek
 

 










O Ultimato (1982); Tex: Um Retrato da Juventude (1982); Alucinações do Mal (1982); Código de Honra (1992); Coragem Sob Fogo (1996); Donnie Brasco (1997); A Qualquer Preço (1998); Hannibal (2001); Falcão Negro em Perigo (2001); Dogville (2003); Sob o Domínio do Mal (2004); Manderlay (2005); O Vigarista do Ano (2006); Duro de Matar 4.0 (2007); As Palavras (2012); O Legado Bourne (2012); Argo (2012); Sete Psicopatas e um Shih Tzu (2012); X-Men: Apocalipse (2016); Três Anúncios Para um Crime (2017).

Peter Dinklage
 

 










Coisas do Amor (2001); Um Duende em Nova York (2003); Lassie (2005); Sob Suspeita (2006); Morte no Funeral (2007); Um Caso de Amor (2013); X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (2014); Taxi (2015); Games of Thrones (seriado 2011 a - ); Três Anúncios Para um Crime (2017); Three Christs (2017)

2 comentários:

  1. Excelente post, eu gostei muito o elenco, faz um ótimo trabalho. Este filme é um dos melhores do gênero de drama que estreou o ano passado. É impossível não se deixar levar pelo ritmo da historia. Eu tambem assisti o filme O conto e simplesmente adorei o tema é muito interessante. O conto é um filme de drama bom quem fez possível a empatia com os seus personagens em cada uma das situações, o elenco faz um excelente trabalho. Sem dúvida a veria novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite karla Ortega. Três Anúncios Para um Crime foi realmente um dos melhores do ano passado garantindo, inclusive, o Oscar para os dois principais protagonistas. Quanto ao filme "O Conto" não consegui identificá-lo. Saberia o titulo original? Que bom que você apreciou o post. Obrigado por mais um comentário no Blog e volte sempre. Um grande abraço.

      Excluir

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visitem a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries (se puderem curtir ajudaria)
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre