domingo, 20 de agosto de 2017

UMA ESCOLA MUITO LOUCA / SOUL MAN (1986) - ESTADOS UNIDOS






DIVERTIDO, MEIO BOBO E POLITICAMENTE INCORRETO

Mark Watson (C. Thomas Howell) passa para a prestigiada Universidade de Harvard. Vindo de uma família abastada, tudo parece um sonho a ser realizado: universidade, garotas e festas. Só que ele tem uma surpresa indesejada: o dinheiro para sua faculdade é gasto pelo pai que deseja que ele se sustente. Mark tenta empréstimos, mas é rejeitado. Um artigo no jornal lhe mostra algo interessante: a mesma faculdade dá bolsas para pessoas de origem negra e um salário para poderem se manter desde que tenham obtido as mais altas notas em sua grade escolar: Mark tem as notas, mas não tem a cor certa. Sua solução é inusitada: ele toma um medicamento experimental, acima da dose, que provoca um rápido bronzeamento artificial e escurece sua pele. Ingressa na universidade, no curso de direito, dividindo o quarto com seu melhor amigo, único a saber de sua trapaça. Só que as coisas não serão fáceis para Mark.



Mark escolhe a classe do professor Banks (James Earl Jones) por achar que a proximidade da cor o beneficiará. Ledo engano. Cai com um dos professores mais exigentes, que não aceita atrasos ou desculpas. Começa a gostar de Sarah Walker (a moça da qual roubou a vaga) e é assediado por Whitney  (Melora Hardin), uma quase ninfomaníaca que nutre desejos eróticos por minorias. Sua irresponsabilidade com os estudos lhe confere uma imagem ruim junto a Sarah. Seu professor não gosta de suas tiradas cômicas nas salas e dois alunos brancos que vivem fazendo piadas preconceituosas começam a tirar sua paciência.



Uma Escola Muito Louca (péssimo título para "Soul Man") foi um típico filme dos anos 80: divertido, meio bobo, politicamente incorreto e com situações implausíveis, mas com boas atuações, dentro daquele espírito de não se levar à serio que permeou diversas produções da época. Soul Man aborda o preconceito de uma forma humorada, mas também reflexiva. Não há como negar que algumas situações são divertidas e outras nem tanto. A caracterização (não a atuação) de Howell ficou muito fraca e não há como não perceber que sua origem não é afro-descendente. Salva-se por sua boa atuação e a de Rae Down Chong como a jovem que perdeu a bolsa de estudos que seria sua por direito. 




Situações cômicas são várias: o jantar com a família de Wihitney, onde cada um rotula Mark em pensamento; o racista Sr. Dunbar (Leslie Nielsen), locador do apartamento de Mark e seu desgosto quanto à paixão da filha; a aula de educação física, onde todos de antemão apostam que, por seu tom de pele, deve ser um grande jogador de basquete; sua caracterização de surdo mudo para não ser reconhecido por amigos da antiga escola; seu traje "anti-germes" para esconder sua mudança de cor dos pais e assim vai. São situações divertidas, até certo ponto, mas que mexem bastante com a questão do racismo. A impressão que ficou foi que os realizadores não quiseram "tocar na ferida" social que o tema poderia suscitar, então resolveram fazer uma comédia juvenil expondo a questão de uma forma mais leve. Hoje, diante da percepção que o tema racismo traz, dificilmente esse filme seria realizado. O racismo foi mostrado de uma forma divertida, mas não há, na verdade, nada de divertido nisso. Um momento que isso fica bem claro é quando Mark sempre encontra uma dupla de piadistas racistas. Ele sempre replica "eu não me importo". Algo como "o que fazer sobre isso?" "fingir que não estou vendo?". É um reflexo da sociedade que finge não ver o que acontece diariamente. Vendo que o filme foi realizado nos anos 80 dá pra perceber que a situação não só não se alterou como piorou..




Há outros temas dentro dessa produção: a cor pode impedir um relacionamento? Uma relação construída sobre a mentira de uma das partes pode funcionar? Quando Mark está no seu carro caro e é seguido na rua pela polícia há uma crítica por trás disso. Quando entra no elevador e a senhora puxa a bolsa também. É o estereótipo criado pela sociedade. A escritora Carol Black, que seria mais conhecida por ser a fonte criadora do seriado “Anos Incríveis”, fez um roteiro inteligente e recheado de piadas para consumo do público juvenil da época, mas esperando que este um dia amadurecesse e entendesse a real mensagem.



O elenco esteve ótimo. C. Thomas Howell ficou conhecido pelo famoso “A Morte Pede Carona”, um filme sombrio e que se tornou um marco em sua carreira.  Rae Dawn Chong ficou conhecida pelo interessante filme “A Guerra do Fogo”. Depois apareceu em “A Cor Púrpura” e “Comando Para Matar ” (ao lado de Schwarzenegger). É uma ótima atriz. James Earl Jones ficou conhecido por ser o vilão em “Conan - O Bárbaro” (1982) e a voz de Darth Vader na primeira trilogia de “Guerras nas Estrelas”. Jones sempre tem boas atuações apesar de aqui seu papel não ter sido mais explorado. Outro rosto conhecido é o de Leslie Nielsen (1926–2010) dos famosos “Corra Que a Polícia Vem Aí!”




Fica mais pelo registro de um filme bem lembrado dos anos 80 do que propriamente por uma mensagem profunda. Se a ideia era divertir, sem dúvidas que conseguiram, pois as situações são bem criativas e engraçadas. Apesar de a crítica da época ter gostado e muitos fãs lembrarem com carinho, se a ideia era denunciar determinados aspectos da sociedade, a mensagem ficou bem abaixo do esperado.

Trailer:



Curiosidades:
O filme estreou nos cinemas brasileiros em 1989


Filmografia Parcial

 C. Thomas Howell

 
 
E.T. - O Extraterrestre (1982); Vidas Sem Rumo (1983); Amanhecer Violento (1984); Admiradora Secreta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Uma Escola Muito Louca (1986); A Volta dos Mosqueteiros (1989); Quebrando as Regras (1992); A Tentação (1993); Avalanche - Inferno no Alasca (1999); O Príncipe e o Surfista (1999); Ataque Inimigo (1999); Amazonas (seriado 1999-2000); Casa do Medo (2001);A Morte Pede Carona 2 (2003); Mar de Fogo (2004); Um Assassino Entre Nós (2004); A Aventura do Poseidon (2005); Estrada para o Inferno (2006); Plano de Vingança (2008); Amaldiçoada (2008); O Segredo do Lago (2009); O Espetacular Homem-Aranha (2012); MoniKa (2012); Jura de Silêncio (2013); Talento e Fé (2015); A Question of Faith (2017).


Rae Dawn Chong:
 

 










A Guerra do Fogo (1981); Cidade do Medo (1984); Os irmãos Corsos (1984); Comando Para Matar (1985); A Cor Púrpura (1985); Os Trapaceiros da Loto (1987); Um Diretor Contra Todos (1987); O Esconderijo (1995); Cyrus (2010); Pegasus Vs. Chimera (2012).

James Earl Jones
 

 









Dr. Fantástico (1964); A Grande Esperança Branca (1970); O Pirata Escarlate (1976); Jesus de Nazaré  (mini serie 1977); Guerra nas Estrelas (1977); O Exorcista II - O Herege (1977); Jim Jones: A Tragédia da Guyana (1980); O Império Contra-Ataca (1980); Conan, o Bárbaro (1982); O Retorno de Jedi (1983); Uma Escola Muito Louca (1986); Allan Quatermain e a Cidade do Ouro Perdido (1986); Um Príncipe em Nova York (1988); Os Três Fugitivos (1989); Campo dos Sonhos (1989); Caçada ao Outubro Vermelho (1990); A Ambulância (1990); Jogos Patrióticos (1992); Quebra de Sigilo (1992); Perigo Real e Imediato (1994); O Juiz (1995); As Duas Faces da Lei (1997); Uma Aposta Milionária (2001); Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith (2005); Rogue One: Uma História Star Wars (2016).

Leslie Nielsen (1926–2010)








 

 

Planeta Proibido (1956); A Flor do Pântano (1957); Beau Geste (1966); Escravos da Noite (1970); O Destino do Poseidon (1972); Assassinato em Amsterdam (1977); Cidade em Chamas (1979); Apertem os Cintos... O Piloto Sumiu (1980); Creepshow: Show de Horrores (1982);O Homem com a Lente Mortal (1982); Uma Escola Muito Louca (1986); Querem me Enlouquecer (1987); Corra Que a Polícia Vem Aí! (1988); A Repossuída (1990); Corra Que a Polícia Vem Aí 2 1/2 (1991); Corra que a Polícia Vem Aí 33 1/3 - O Insulto Final (1994); Drácula - Morto Mas Feliz (1995); Duro de Espiar (1996); Mr. Magoo (1997); 2000.1 - Um Maluco Perdido no Espaço (2000); Aventuras no Alaska (2001); Todo Mundo em Pânico 3 (2003); Todo Mundo em Pânico 4 (2006); Super-Herói: O Filme (2008); Corra que Tem Loucos por Aí! (2008); Stan Helsing (2009)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visitem a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries (se puderem curtir ajudaria)
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre