quarta-feira, 21 de junho de 2017

UM ESTADO DE LIBERDADE / FREE STATE OF JONES (2016) - ESTADOS UNIDOS






A GUERRA CIVIL AMERICANA DO PONTO DE VISTA DE UM PERSONAGEM HISTÓRICO

Newton Knight (Matthew McConaughey) é um soldado confederado na Guerra de Secessão americana. Desiludido, resolve desertar e voltar às suas terras vivendo escondido. Ao presenciar o exército saqueando a fazenda de uma mulher com seus filhos pequenos, decide impedir que o fato se repita e confronta o grupo de soldados liderados pelo tenente  Barbour (Bill Tangradi), que abdica do confronto imediato e inicia uma caçada a Newton que o obriga a refugiar-se nos pântanos com escravos fugitivos, forçando sua esposa Serena (Keri Russell) a abandonar a cidade pela segurança da família.



 
Newton, ao invés de ficar escondido, resolve confrontar as forças locais e dar um basta nos saques "autorizados", principalmente de comida, sob forma de cobrança de impostos  e subsídios para manter o exército. Com o apoio de desertores que percebem que seu exército será vencido em breve e de fazendeiros que perderam tudo, Newton forma um mini exército que começa a ter sucesso em seus confrontos. Logo é instaurado o "Estado Livre de Jones" que abriga desertores, escravos e opositores da Confederação. Enquanto lidera seu grupo, Newton passa a nutrir sentimentos pela escrava Rachel (Gugu Mbatha-Raw), sendo correspondido. Mas o Major Amos McLemore (Thomas Francis Murphy) fará de tudo para capturar Newton e seus "rebeldes" e recuperar os territórios perdidos.



O Estado da Liberdade parece basear-se nos livros "The Free State of Jones: Mississippi's Longest Civil War" de Victoria E. Bynum e "The State of Jones: The Small Southern County that Seceded from the Confederacy"  de Sally Jenkins e John Stauffer que conta a saga de Newton Knight  que de desertou e passou a ser um dos personagens mais importantes da Guerra Civil Americana (12 de abril de 1861 a 22 de junho de 1865), um confronto que ceifou a vida de mais de 600.000 mortos (no Vietnã estimou-se 58.000 mortes).



O filme, dirigido por Gary Ross (de "Jogos Vorazes" e "A Vida em Preto e Branco") tem um ritmo bem cadenciado, onde optou-se por colocar uma boa quantidade de informações para nutrir seus espectadores: o cerco de Cortinth (ou a batalha de Corinth) que provocou a deserção de Newton; o confronto com as forças internas de seu próprio exército; sua fuga; seus primeiros contatos com Rachel; seu grupo de rebeldes que enfrentam a confederação; a criação do "Estado Livre de Jones"; o fim da guerra e as contínuas segregações sociais que ocorreram no Sul dos Estados Unidos (o lado perdedor da guerra).



Nem todos os personagens do filme existiram (e nem todos os eventos foram apresentados). Alguns foram a condensação de vários personagens como o escravo Moses (Mahershala Ali) e o Tenente Babour. Outros sofreram algumas modificações como a esposa de Newton, Serena. O casal teve ao todo nove filhos e no filme nos é apresentado apenas um. Com Rachel teria tido 5 filhos ao todo e não apenas um como mostrado. Outros eventos, conforme os livros, realmente ocorreram: o ataque na igreja, o confronto com o Major (mas não a forma da morte deste), a questão do relacionamento inter-racial entre Newton e Rachel, aqueles que se negaram a ir a guerra foram considerados traidores, a lei que protegia os ricos de servirem (quem tivesse mais de 20 escravos) e a questão da corte de 1948 onde um dos descendentes do casal que vai a julgamento.



Quanto a essa quesito, em particular, o filme não foi feliz. Inseriu a questão de um modo estranho e causará confusão a quem o assistir. Portanto segue uma explicação: em 1948 a corte do Mississippi levou a julgamento Davis Knight (descendente de Newton)  por desposar Junie Lee Spradley e cometer o Crime de Miscigenação. A corte considerava que se uma pessoa tivesse 1/8 de ancestrais afro descendentes seria considerado "negro" e não poderia casar-se com pessoas pessoas consideradas “brancas”.  Logo, o filme transita entre o passado (de Newton e Rachel) e o presente (em 1948), mostrando que 83 anos depois dos eventos a América, principalmente o Sul, ainda era fortemente segregadora.



Se o filme se prende em demasia a alguns fatos que poderiam ser simplificados, seu elenco não economizou nas ótimas atuações. Destaque para o trio Matthew McConaughey (de Clube de Compras Dallas), Gugu Mbatha-Raw (Um Homem Entre Gigantes) e Mahershala Ali (Moonlight: Sob a Luz do Luar). O restante do elenco está muito bem.



É um filme sobre liberdades, segregação, guerra, maldade e justiça. Sobre como um homem pode fazer a diferença. Pode funcionar junto a outras produções como "Lincoln", "Tempo de Glória", "E o Vento Levou", "Marcha de Heróis", "Dança com Lobos" ... para quem quer entender um pouco dessa guerra que tanto encanta até hoje. É um filme longo (2h19min), mas é bem estruturado e com ótima fotografia. Aborda a vida  de Newton Knight e sua luta pela liberdade. Produção de qualidade que prende até o final e com uma estupenda performance do trio central.






Trailer:





Curiosidades:

Matthew McConaughey ganhou o Oscar de Melhor Ator por Clube de Compras Dallas (2013).

Mahershala Ali ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016).

Felicity  ganhou um Globo de Ouro pela série Felicity.

O filme custou US$ 50.000,00  e arrecadou menos da metade.

Eunice Smith, descendente de Newton, participou como extra no filme.

Keri Russell e Christopher Berry fizeram "Planeta dos Macacos: O Confronto" (2014).

Thomas Francis Murphy e Christopher Berry fizeram "12 Anos de Escravidão" (2013).

A canção que toca durante a tempestade na plantação chama-se"What Must Be Done". Foi composta por Nick Cave e Warren Ellis e utilizada também na trilha sonora de "O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford" (2007).

O filme se passa nos anos de: 1862, 1863, 1864, 1865, 1868, 1875, 1876 e 1948.

Entendendo a Guerra Civil Americana:

Premiações:
Georgia Film Critics Association (GFCA) 2017
New York Film Critics, Online 2016 



Filmografia Parcial:

Matthew McConaughey

 










O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno (1994); Lone Star - A Estrela Solitária (1996); Tempo de Matar (1996); Contato (1997); Amistad (1997); Newton Boys - Irmãos Fora-da-Lei (1998); Ed TV (1999); U-571: A Batalha do Atlântico (2000); O Casamento dos Meus Sonhos (2001); A Mão do Diabo (2001); Reino de Fogo (2002);Sahara (2005); Somos Marshall (2006); Trovão Tropical (2008); Minhas Adoráveis Ex-Namoradas (2009); Killer Joe - Matador de Aluguel (2011); Clube de Compras Dallas (2013); O Lobo de Wall Street (2013); Um Estado de Liberdade (2016); A Torre Negra (2017).
 
Mahershala Ali













The 4400  (seriado 2003-2004); O Curioso Caso de Benjamin Button (2008); Território Restrito (2009); Predadores (2010); O Lugar Onde Tudo Termina (2012); Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 (2014); Jogos Vorazes: A Esperança - O Final (2015); Um Estado de Liberdade (2016); Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016); Luke Cage  (seriado 2016); Estrelas Além do Tempo (2016); Roxanne Roxanne (2017) 


Gugu Mbatha-Raw
 












Olho por Olho (2007); Doctor Who (seriado 2007); Larry Crowne: O Amor  Está de Volta (2011); O Estranho Thomas (2013); Um Homem Entre  Gigantes (2015); Um Estado de Liberdade (2016); A Bela e a Fera (2017); Cloverfield Movie (2017); Uma Dobra no Tempo (2018)  


Keri Russell

 










Querida! Estiquei o Bebê (1992); Fomos Heróis (2002); Felicity (1998-2002); A Outra Face da Raiva (2005); Missão: Impossível 3 (2006); O Som do Coração (2007); Irmãos de Sangue (2009); Ovelha Negra (2012); Planeta dos Macacos: O Confronto (2014); Um Estado de Liberdade (2016);

Bill Tangradi

 









Argo (2012); A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2 (2012); Um Estado de Liberdade (2016); Brimstone (2016); Twin Peaks (seriado 2017); Desolate (2017)



Fontes: 
The Guardian
IMDB
Hollywood Reporter.com

2 comentários:

  1. Amei muito esse filme tem muito bom elenco. Adoro ler livros, cada um é diferente na narrativa e nos personagens, é bom que cada vez mais diretores e atores se aventurem a realizar filmes baseados em livros. Adorei a história e sem dúvida é umo dos melhores Matthew McConaughey filme, porque tem toda a essência do livro mais uma produção audiovisual incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Carmen. Há diversos filmes baseados em livros, mas poucos conseguem trazer a essência que a estória precisa quando transporta às telas. Um dos trunfos para uma adaptação fazer sucesso é a escolha de um elenco coeso e aqui tivemos ótimas performances. Obrigado por comentar este e outros filmes. O tempo é escasso, mas tento manter uma regularidade nas postagens. Abs

      Excluir

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visitem a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries (se puderem curtir ajudaria)
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre