quarta-feira, 14 de março de 2018

OS CAVALEIROS DA TÁVOLA REDONDA / KNIGHTS OF THE ROUND TABLE(1953) - ESTADOS UNIDOS






ARTHUR, LANCELOT E GUINEVERE

Rei Arthur (Mel Ferrer) passa a ser o rei da Inglaterra após tirar a espada Excalibur de uma rocha desagradando a irmã Morgana Le Fray (Anna Crawford) e o filho desta, Modred (Stanley Barker),  que passam a conspirar secretamente para tomar o trono. Athur se casa com Guinevere (Ava Gardner) e esta se torna rainha. Lancelot, cavaleiro francês e braço direito do rei, se apaixona por Guinevere, sendo correspondido, mas o casal vive apenas um amor platônico. Essa aproximação não escapa dos olhares de Modred e Morgana que veem na situação a oportunidade de expor o casal apaixonado e derrubar o rei.



Primeira produção da Metro no formato Cinemascope, "Os Cavaleiros da Távola Redonda" foi a segunda, de três produções épicas, estreladas pelo ator Robert Taylor ao lado do diretor Richard Thorpe: a primeira foi "Ivanhoé" (1952) e a terceira, "A Coroa e a Espada" (1955).  Apesar do filme ser de 1953, só estrearia na TV brasileira em novembro de 1977. O filme é baseado no livro "Le Morte d'Arthur" de Sir Thomas Malory e foi filmado nos estúdios britânicos da Metro. 



O que torna "Os Cavaleiros da Távola Redonda" um dos maiores contos ingleses e mundial? sua temática do rei que deseja governar com honra e justiça, trazendo a uma terra sem lei, igualdade entre todos os habitantes. Pode ser visto como uma guerra entre o bem e o mal, também do amor impossível  ou até mesmo um cavaleiro de virtudes inabaláveis dotado de senso de lealdade, altruísmo, fraternidade e justiça. Um  mundo que não se sabe se um dia existiu, mas da qual os valores a modernidade extinguiu. Uma época de esperança que alguns sempre desejaram destruir em benefício próprio.



Versões da estória do Rei Arthur não faltam: "Excalibur" (1981) trouxe uma versão do mesmo livro, porém de uma  perspectiva mais poética e mágica. Para os mais novos a versão do romance impossível viria em: “Lancelot, o Primeiro Cavaleiro” (1995), onde Sean Connery faria Arthur e Richard Gere, Lancelot. Houve uma terceira versão da história chamada “Rei Arthur” (2004) com o ator Clive Owen. Essa versão destoa e desmitifica muito da lenda contada,  baseado no fato de que uma nova releitura, por alguns historiadores, colocam Arthur sendo uma incorporação do mito de Alexandre, o Grande.  Ano passado uma nova produção foi realizada “Rei Arthur - A Lenda da Espada” apenas citando as mais conhecidas.



O elenco tinha ótimos atores e o trio Mel Ferrer (1917–2008), Robert Taylor (1911–1969) e Ava Gadner (1922–1990) sustentaram o filme. Robert e Ava tiveram a química que os papéis exigiam, fazendo muito bem o casal que vive um amor impossível e Ferrer um rei sábio e generoso.

Talvez uma das versões mais interessantes do mito. Tem bons duelos e aquelas inevitáveis cenas em que o inimigo cai antes da espada atingi-lo. Parte de uma época em que nem se pensava em efeitos digitais ou o consumidor caseiro  poder pausar   o filme para identificar erros. Tudo era feito e refeito, exaustivamente,  até a cena funcionar. A crítica viu apenas um filme morno sem fidelidade ao livro, mas as plateias lotaram os cinemas por causa da estória e da projeção de alta qualidade que o filme estreava.  Ainda assim é um espetáculo bem produzido e de bom gosto. Um filme hoje esquecido nas programações, mas que ainda mantém o seu charme somada à fotografia de Frederick A. Young (de  "A Filha de Ryan").

Curiosidades:
Cinemascope: técnica que permitiu que novas lentes projetassem o filme com imagem 2 vezes maior (altura e largura). Foi a era da gravação de filmes widescreen. O Manto Sagrado foi o primeiro filme lançado em CinemaScope pela Fox que licenciou o produto a outros estúdios;

Indicado a 2 Oscars: Melhor Som e Melhor Direção de Arte;

Robert Taylor e Ava Gardner trabalharam juntos em "Lábios que Escravizam" (1949); "Os Cavaleiros da Távola Redonda" (1953) e "A Bela e o Renegado" (1953);

Robert Taylor e o diretor Richard Thorpe trabalharam juntos em: Lest We Forget (1937);  Fibra de Campeão (1938); A Casa dos Sete Gaviões (1959); Os Cavaleiros da Távola Redonda (1953);Todos os Irmãos Eram Valentes (1953); A Coroa e a Espada (1955); Contrabando no Cairo (1957); A Morte Vem do Kilimanjaro (1959); A Casa dos Sete Gaviões (1959);

Ava Gardner e Richard Thorpe trabalharam juntos em Cumpre o Teu Dever (1942); Duas Garotas e um Marujo (1944) e Os Cavaleiros da Távola Redonda (1953);

Robert Taylor faleceu de Câncer de Pulmão;

Ava Gardner faleceu de pneumonia;

Anne Crawford faleceu de leucemia;

Mel Ferrer faleceu de Insuficiência cardíaca.



Filmografia Parcial:

Robert Taylor (1911–1969)

 
 








O Cruzador Misterioso (1935); Sublime Obsessão (1935); Mulher Sublime (1936); A Dama das Camélias (1936); A Força do Coração (1937); Fibra de Campeão (1938); Noite Feliz (1939); O Noivo de Minha Noiva (1939); Às Portas do Inferno (1942); Canção da Rússia (1944); O Caminho do Diabo (1950); Quo Vadis (1951); Ivanhoé, o Vingador do Rei (1952); Seu Nome e Sua Honra (1952); Todos os Irmãos Eram Valentes (1953); Pecado e Redenção (1954); A Coroa e a Espada (1955); O Dia 'D' (1956); Irmão Contra Irmão (1958); O Mensageiro da Morte (1959); A Morte Vem do Kilimanjaro (1959); Ao Passar do Vendaval (1963); Johnny Tiger (1966); Diabruras dos Anjos Rebeldes (1968)


Ava Gardner (1922–1990)

 









Mercador de Ilusões (1947; Vênus, Deusa do Amor (1948); O Barco das Ilusões (1951); As Neves do Kilimanjaro (1952); A Roda da Fortuna (1953); Mogambo (1953); Os Cavaleiros da Távola Redonda (1953); A Condessa Descalça (1954); E Agora Brilha o Sol (1957); Tentação (1960); A Bíblia (1966); Terremoto (1974); O Pássaro Azul (1976); A Travessia de Cassandra (1976); A Sentinela dos Malditos (1977); Sequestro do Presidente (1980).

Mel Ferrer (1917–2008)


 
 







O Diabo Feito Mulher (1952); Scaramouche (1952); Os Cavaleiros da Távola Redonda (1953); Guerra e Paz (1956); E Agora Brilha o Sol (1957); O Diabo, a Carne e o Mundo (1959); Rosas de Sangue (1960); O Mais Longo dos Dias (1962); A Queda do Império Romano (1964); A Morte Segue Seus Passos (1975); O Fantástico Capitão Nemo (1978); A Ilha dos Homens-Peixe (1979); Lili Marlene (1981); O Olho da Vingança (1991)

Anne Crawford (1920–1956)

 








 
Espadas e Corações (1946); Três Destinos (1950); Os Cavaleiros da Távola Redonda (1953); Mad About Men (1954)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visite a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries.
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre