quinta-feira, 2 de novembro de 2017

O ATIRADOR / SNIPER (1993) - ESTADOS UNIDOS / PERU



"ONE SHOT, ONE KILL"

Na fronteira da Colômbia com o Panamá (o Panamá liga a América do Sul a América Central) um general treina tropas rebeldes com o apoio do cartel de drogas colombiano. A maneira mais fácil é eliminá-lo sem grande alarde. Recrutar um Sniper é a ideia mais do que lógica e "limpa" para resolver essa "pedra nos sapatos" do governo americano. Para a missão é recrutado o sargento da marinha Thomas Beckett (Tom Berenger), um militar especialista  em atuações  em selvas e exímio atirador com várias missões executadas. Só que desta vez essa agência do governo, que não aparece oficialmente, resolve que o combatente terá a companhia de um atirador civil, Richard Miller (Billy Zane), que acompanhará a missão e tentará manter Beckett "nos trilhos", executando-o caso resolva mudar as diretrizes e atrapalhe a missão.


O diretor Luis Llousa pegou um argumento bem batido e transformou num eficiente filme de ação. Há uma crítica à presença dos Estados Unidos no Panamá e ao mesmo tempo uma justificativa pela qual o país precisava estar naquele lugar. Para os que não se recordam da história houve a invasão ao Panamá  durante a administração do presidente  George H. W Bush, em dezembro de 1989, para capturar o então general Manuel Noriega, acusado de ter alianças com o cartel de drogas colombiano; garantir a segurança de 35.000 cidadãos americanos e cumprir o acordo dos tratados estabelecidos entre os dois países. Em janeiro de 1990 Noriega se entregou. A ação foi condenada na ONU, mas abalizada por três países de seu conselho. Então, com o assunto em alta na mente dos americanos, nada mais justo do que aproveitar e situar ação em um lugar "conhecido".


O Atirador é um filme muito interessante com elementos bem encaixados: dois homens com perfis distintos, obrigados a executarem uma missão juntos. Tudo isso aliado a boa cenas de ação, técnicas de camuflagem e sobrevivência na selva. Beckett tem um lema "one shot, one kill" (um tiro, uma morte). Richard vem com a fama de ter acertado um tiro certeiro de um helicóptero em uma missão de resgate (onde só ele sabe a verdade). Um é frio, o outro emocional. Um é preso a regras, outro ao improviso. Um gosta de dar ordens, outro não gosta de recebê-las. Um perdeu o amigo numa missão, outro ganhou fama por ter salvado uma missão do fracasso. Um veterano atirador de missões nas selvas e um medalhista olímpico que atua como franco atirador em missões urbanas.  Uma missão em que ambos são peças descartáveis. 


O diretor Luis Llosa trabalha bem a dualidade do homem que não hesita em matar contra aquele que teme matar, dando dúvidas se Richard conseguirá cumprir sua missão se o momento assim o exigir.
Podemos dividir o filme em 3 partes: Beckett e Richard em suas missões (que resultou em marcas psicológicas para ambos); a chegada à selva e a execução da missão. O problema fica nesta terceira  parte onde o filme vai perdendo um pouco do seu fôlego, culminando em ritmo mais acelerado (em vários sentidos) que não beneficia o seu final. O diretor Luis Llosa chamaria a atenção em outros dois projetos: O Especialista  (com Stallone e Sharon Stone) e Anaconda (ruim , mas que fez sucesso). Llosa tornou-se mais conhecido por sua atuação atrás das câmeras como produtor de filmes e séries. 


Quanto ao elenco, Tom Berenger (eternizado em Platoon) parece ter gostado muito do personagem emplacando mais exemplares, o último, saiu em 2017 direto para o mercado de vídeo. Billy Zane era uma aposta dos estúdios (“Titanic”, “O Fantasma”), mas o ator acabou não emplacando e sumiu do circuitos de produções milionárias e  blockbusters.  A dupla saiu-se muito bem e ambos apareceram (juntos e separados) nos outros filmes da franquia. E este filme é o melhor da série, até por sua originalidade que abriu caminho para outros atores tentarem o mesmo tipo de personagem como Wesley Snipes e Mark Wahlberg. O restante do elenco está bem com destaque para as rápidas aparições de J.T. Walsh e Rex Linn que estiveram juntos em “Breakdown - Implacável Perseguição” ao lado de Kurt Russel.



O atirador é uma produção interessante. Não é o melhor do gênero, mas está muito longe de ser o pior exemplar. Tem o mérito de ser uma produção de baixo investimento (o orçamento não foi revelado) com poucos atores em cena, mas com um roteiro enxuto e a dupla central bem inspirada. Um bom filme a ser visto e revisto.

Trailer:



Curiosidades:
Tom Berenger foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por "Platoon" (1986).

James Thomas Patrick Walsh faleceu aos 54 anos de ataque cardíaco  


Filmografia Parcial:

Tom Berenger












A Sentinela dos Malditos (1977); À Procura de Mr. Goodbar (1977); Cães de Guerra (1980); O Reencontro (1983); Eddie, o Ídolo Pop (1983); Platoon (1986); Perigo na Noite (1987); Atirando Para Matar (1988); Atraiçoados (1988); Ritual de Sangue (1988); Nascido em 4 de Julho (1989); Terra da Discórdia (1990); Brincando nos Campos do Senhor (1991); Sniper, O Atirador (1993); Invasão de Privacidade (1993); O Substituto (1996); O Advogado dos 5 Crimes (1998); A Coragem de um Homem (1999); Turbulência 2 (1999); Dia de Treinamento (2001); D-Tox (2002); O Atirador 2 (2002); O Atirador 3 (2004); A Última Cartada 2 - Assassinos (2010); Santos e Pecadores (2010); A Origem (2010); A Conspiração (2012); A Lista (2014); O Atirador: Legado (2014); Gone Are the Days (2017);  Sniper: Ultimate Kill (2017);

Billy Zane
 

 








De Volta para o Futuro (1985); Criaturas (1986); Terror a Bordo (1989); De Volta para o Futuro Parte II (1989); Memphis Belle - A Fortaleza Voadora (1990); Orlando - A Mulher Imortal (1992); Sniper, O Atirador (1993); Tombstone - A Justiça Está Chegando (1993); Os Demônios da Noite (1995); A Armadilha (1995); O Fantasma (1996); Zona de Perigo (1996); Titanic (1997); O Sobrevivente (2000); Tolerância Zero (2001); Ponto de Fuga (2001); Vlad - O Cavaleiro das Trevas (2003); Jogo pela Sobrevivência (2005); Heróis de Guerra (2006); Terra da Violência (2008); Darfur: Deserto de Sangue (2009); O Atirador 4  (2011); Mercenaries (2011); O Escorpião Rei 3: Batalha Pela Redenção (2012); Tal Pai, Tal Filho (2012); A Fronteira (2012); Acerto de Contas (2013); A Maldição de Goodnight Lane (2104); Zoolander 2 (2106); O Atirador Fantasma (2016); Sniper: Ultimate Kill (2017); Samson (2018); Ghosts of War (2018)


J.T. Walsh (1943–1998)

 









Caçada Impiedosa (1983); Hannah e Suas Irmãs (1986); O Jogo de Emoções (1987); Bom Dia, Vietnã (1987); As Coisas Mudam (1988); Conspiração Tequila (1988); Meu Pai, uma Lição de Vida (1989); Por Que Eu? (1990); Creizipipol - Muito Loucos (1990); Os Imorais (1990);  De Frente Para o Perigo (1990); Louca Obsessão (1990);  A Casa da Rússia (1990); Backdraft - Cortina de Fogo (1991); Questão de Honra (1992); Hoffa - Um Homem, Uma Lenda (1992); O Atirador (1993); Máquina Quase Mortífera (1993); O Poder da Sedução (1994); O Cliente (1994); Epidemia (1995); Nixon (1995); O Crime do Século (1996); Breakdown - Implacável Perseguição (1997); A Negociação (1998); A Vida em Preto e Branco (1998); Fuga Proibida (1999) 


Rex Linn

 










O Atirador (1993); Risco Total (1993); Wyatt Earp (1994); Zona Mortal (1994); Despertar de um Pesadelo (1996); Breakdown - Implacável Perseguição (1997); O Mensageiro (1997); A Hora do Rush (1998); De Volta para o Presente (1999); Fantasmas de Marte (2001); A Sombra de um Homem (2002); Caçado (2003); Appaloosa - Uma Cidade Sem Lei (2008); Django Livre (2012); Edge of the World (2018).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visite a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries.
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre