quarta-feira, 4 de outubro de 2017

A MORTE PEDE CARONA / THE HITCHER (1986) - ESTADOS UNIDOS





ROAD MOVIE COM ADRENALINA E SUSTOS

Jim Halsey (C. Thomas Howell) é um adolescente que pega um trabalho em uma transportadora cuja função é levar um carro de luxo de Chicago a San Diego e entregá-lo ao dono. Dirigindo a noite pelas rodovias do Texas o cansaço começa surgir e para não cochilar ao volante aceita dar carona a um homem à beira da estrada em meio a uma tempestade. O estranho diz se chamar John Ryder (Hutger Hauer). O jovem logo percebe que deu carona ao sujeito errado. John Ryder lhe diz que vai matá-lo e exige que aceite o fato. Jim sobrevive a carona mortal, mas ganha um perseguidor implacável que vai deixando um rastro de mortes. De acordo com que os eventos se desenvolvem Jim passa de vítima a  principal suspeito. A polícia não acredita em sua estória e as mortes vão aumentando, inclusive de policiais. Agora todos o querem vivo ou morto e só uma garçonete que conhecera num bar, a beira de estrada, parece acreditar em sua estória.



A Morte Pede Carona foi considerado o Road Movie dos anos 80. É um suspense rodeado de muita adrenalina, suspense crescente, alguma dose de sangue e um vilão memorável. Lançado com a censura de 16 anos, quando estreou no cinema, hoje é passado na tv sem o menor problema. A sociedade tornou-se mais violenta, o filme, em contrapartida, tornou-se menos violento aos olhos dos espectadores. 



Escrito por Eric Red ("Quando Chega a Escuridão" - 1987 -; "Uma Criança Por Testemunha" -1988-; "Lua Negra" -1996-) em sua estreia em longas, o filme oferece um clima sufocante, maligno, onde cada passo se torna imprevisível. O diretor Robert Harmon também era um estreante à frente das câmeras (atuava como diretor de fotografia) e entregou um belo filme sobre um serial killer sarcástico, irônico, frio e mortal. Harmon hoje talvez seja mais lembrado por estar na direção de vários telefilmes da ótima série "Jesse Stone" (com Tom Selleck), aliado a um elenco muito  inspirado. Hauer declarou, na época, que a leitura do filme deveria ser de um western moderno. Questão de opinião.




A Morte Pede Carona é considerado um daqueles clássicos dos anos 80. Com um orçamento de aproximadamente 6 milhões de dólares rendeu um pouco mais do que seu custo (estreou em poucos cinemas nos EUA, crítica ruim ...), mas no mercado de VHS estourou e era uma das fitas mais alugadas de acordo com que a propaganda boca a boca se espalhava. Muitos lhe atribuíram o status de cult.


Não é muito fácil fazer uma análise desse filme sem entregar diversos spoilers, mas dá pra dizer que alguns periódicos não gostaram do filme, inclusive dizendo que só funcionaria nos dez minutos iniciais. A alegação de que os produtores ofereciam um espetáculo de violência gratuita, sem conteúdo para prender o espectador, pelo olhar de um profissional qualificado, pode até ter alguma razão. Há algo sim de insólito, inverossímil, de cinema fantástico,   mas o filme veio de encontro ao que os espectadores queriam: um filme direto, com terror  e suspense crescentes independente se a fotografia, os sons ou o vestuário não eram de primeira linha. É um filme que foi feito para surpreender e até conseguiu fazê-lo, pois o conceito de psicopata na estrada (quase sobrenatural) que mata a todos e imprime um terror psicológico a sua vitima foi algo bem escrito. Hoje o leitor dessas linhas deve ter visto uma infinidade de filmes com aspectos semelhantes, mas a originalidade veio deste.


É, no elenco, principalmente, que o filme mostra sua força. O holandês Rutger Hauer vinha de dois filmes comerciais muito bons: o mítico "Blade Runner", considerado o cult Movie dos anos 80 (a segunda parte estreia esta semana) e "Ladyhawk, O Feitiço de Áquila", outro que fez os apaixonados sonharem com uma estória em que o amor vence qualquer barreira. C. Thomas Howell vinha de produções juvenis como "Vidas Sem Rumo"; "Amanhecer Violento" e  "Admiradora Secreta". O sucesso deste último provavelmente o credenciou como um chamariz para o público juvenil. Jennifer Jason Leigh, filha do ótimo ator  Vic Morrow (1929 - 1982), já vinha com experiência em participações de várias séries e um ano antes havia feito com Hauer o filme medieval "Conquista Sangrenta". Foi outra boa aposta. Para completar temos o sempre ótimo Jeffrey DeMunn, de filmes como "A Espera de Um Milagre" e "Um Sonho de Liberdade" e, para os aficionados por séries, sua participação no seriado "The Walking Dead". Esse quarteto sustentou a estória e escondeu alguns problemas que podem ser percebidos numa visão mais criteriosa. Mas o filme é de Hutger Hauer. O ator dá um show na tela e deixa a todos vidrados quando surge em cena.


A Morte Pede Carona é merecidamente um filme a ser visto e revisto com um vilão a ser sempre lembrado. Filme de ação com suspense incessante.

Trailer


Curiosidades:

C. Thomas Howell revelou ter sentido medo do ator Rutger Hauer no set de filmagens.

O roteirista Eric Red revelou que a inspiração do filme veio da música "Riders on the Storm" do grupo The Doors.

Durante a concepção do roteiro foram pensados os atores  David Bowie, Sting, Sam Shepard, Harry Dean Stanton, and Terence Stamp para o papel de John Ryder  

Para o papel de Jim Halsey, os produtores pensaram em  Matthew Modine, Tom Cruise, Emilio Estevez e Charlie Sheen.

O Diretor Christopher Nolan (Batman: O Cavaleiro das Trevas) listou como um dos seus filmes favoritos 

Entertainment Weekly elegeu o filme como o 19ª filme mais assustador de todos os tempos

Roger Ebert (1942–2013), um dos maiores críticos de cinema da história, deu zero estrelas para o filme.

Em 2003 foi lançada uma continuação desse filme com o ator  C. Thomas Howell

Em 2007 foi lançada uma refilmagem do original com o ator Sean Bean reprisando o papel de  Rutger Hauer, Zachary Knighton no papel de  C. Thomas Howell e Sophia Bush no papel que era de Jennifer Jason Leigh. A estória é ligeiramente diferente.

Filmografia Parcial:

C. Thomas Howell

 




E.T. - O Extraterrestre (1982); Vidas Sem Rumo (1983); Amanhecer Violento (1984); Admiradora Secreta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Uma Escola Muito Louca (1986); A Volta dos Mosqueteiros (1989); Quebrando as Regras (1992); A Tentação (1993); Avalanche - Inferno no Alasca (1999); O Príncipe e o Surfista (1999); Ataque Inimigo (1999); Amazonas (seriado 1999-2000); Casa do Medo (2001);A Morte Pede Carona 2 (2003); Mar de Fogo (2004); Um Assassino Entre Nós (2004); A Aventura do Poseidon (2005); Estrada para o Inferno (2006); Plano de Vingança (2008); Amaldiçoada (2008); O Segredo do Lago (2009); O Espetacular Homem-Aranha (2012); MoniKa (2012); Jura de Silêncio (2013); Talento e Fé (2015); A Question of Faith (2017).


Rutger Hauer

 








Soldado de Laranja (1977); Os Falcões da Noite (1981); Blade Runner, O Caçador de Andróides (1982); O Casal Osterman (1983); Ladyhawke - O Feitiço de Áquila (1985); Conquista Sangrenta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Fuga de Sobibor (1987); Fúria Cega (1989); Aliança Mortal (1991); O Destruidor (1992); A Nação do Medo (1994); Sobrevivendo ao Jogo (1994); Omega Doom (1996); Linha Vermelha (1997); Sin City: A Cidade do Pecado (2005); Batman Begins (2005); O Ritual (2011); Dracula 3D (2012); Escorpião Rei 4: Em Busca do Poder (2015).



Jeffrey DeMunn 

 








Ressurreição (1980); Na Época do Ragtime (1981); Frances (1982); A Morte Pede Carona (1986); A Bolha Assassina (1988); Atraiçoados (1988); Blaze - O Escândalo (1989); A Casa das Almas Perdidas (1991); Um Sonho de Liberdade (1994); Cidadão X (1995); Fenômeno (1996); Turbulência (1997)À Espera de Um Milagre (1999); O Nevoeiro (2007); Queime Depois de Ler (2008); Identidade Paranormal (2010); Bastidores de um Casamento (2011); The Walking Dead (2010-2012).


Jennifer Jason Leigh

 








Cidade dos Anjos (1980);  Olhos Assassinos (1981);  O Homem com a Lente Mortal (1982); Picardias Estudantis (1982); Conquista Sangrenta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Noites Violentas no Brooklyn (1989); O Anjo Assassino (1990); Sepultado Vivo (1990); Backdraft - Cortina de Fogo (1991); Rush - Uma Viagem ao Inferno (1991); Mulher Solteira Procura (1992); Na Roda da Fortuna (1994); Eclipse Total (1995); Marcas do Silêncio (1996); Estrada Para Perdição (2002); Sinédoque, Nova York (2008); Anomalisa (2015); Os Oito Odiados (2015); Amityville: O Despertar (2017); Annihilation (2018).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visite a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries.
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre