quinta-feira, 14 de setembro de 2017

O DESTRUIDOR / SPLIT SECOND (1992) - REINO UNIDO







SEM NOÇÃO, MAS DIVERTIDO

Harley Stone (Rutger Hauer) é um policial que perdeu o parceiro em ação de forma trágica. O evento o transformou em um paranoico, outsider e mal humorado que não segue regras e não aceitas opiniões. Com o surgimento de um novo assassinato nos moldes do seu antigo caso, Stone acredita que o assassino voltou. O chefe de Stone, Thrasher (Alun Armstrong) aceita colocá-lo no caso desde que trabalhe com um novo parceiro: o detetive Dick Durkin  (Alastair Duncan). A dupla segue os rastros do que parece ser uma criatura. Ao encontrar a antiga esposa de seu parceiro, Michelle (Kim Cattrall), Stone sente uma atração que é correspondida, mas agora Michelle também será o alvo da estranha e mortal criatura que começa a deixar um rastro de corpos com simbolismos.


A produção de 1992 acreditou (ou quis  que o público acreditasse) que 16 anos depois a camada de ozônio estaria crítica e que Londres seria um lugar chuvoso, caótico, feio  e cheio de ratos, com um monstro a devorar suas vítimas. Bom não chegamos a isso ainda, preferimos criar um futuro em que  a ameaça atômica rodeasse o planeta, nenhum sistema político funcionasse, a xenofobia aumentasse e países de terceiro mundo sofressem com fome e violência, mas nada de criaturas alienígenas nem sobrenaturais.

  
O Destruidor é um filme de baixo orçamento, dirigido por Tony Maylam, um cineasta sem uma filmografia de grande destaque. Após essa produção realizou mais um filme e voltou-se para documentários. O roteiro foi de Gary Scott  Thompson, esse sim, envolvido em boas produções, onde escreveu os roteiros ou desenvolveu os personagens de filmes como: "O Homem Sem Sombra"; "88 Minutos" e a franquia "Velozes e Furiosos". Logo fica a dúvida: o roteiro foi mal desenvolvido ou a direção foi fraca ? Bom o roteiro não tem nada de novo: na verdade é uma colcha de retalhos de várias produções: o clima "Blade Runner"; o visual "Exterminador Implacável" (1987) disfarçado; a mistura Predador e Alien; os detetives que não se entendem no início como em "Máquina Mortífera" e as garras de Freddy Krugger, com direito a DNA de rato e ligações com o ocultismo, numa criatura em uma visível roupa de borracha. Esse sopão era muito comum, até para criar uma prévia simpatia aos elementos colocados no roteiro. E a pergunta que pode ser feita é: O filme funciona? A resposta talvez seja fácil de ser percebida se você se lembra imediatamente do filme se alguém comentar. Se você nunca ouviu falar do filme também terá sua resposta. Sim, o filme caiu no ostracismo das miríades de produções que tentam ocupar o Share of Mind do  consumidor e não aparece mais nas programações da tv. Mas uma coisa é inegável: é divertido.

Rutger Hauer sempre será lembrado por 3 filmes: "Blade Runner", "A Morte Pede Carona" e "Ladyhawk - o Feitiço de Áquila" (acredito que a ordem de importância seja igual a de quem lê este post). Hauer sempre foi um bom ator e aqui é a força motriz do filme: seu personagem é resmungão, obsessivo, irônico e criou uma "armadura" que impede as pessoas de se aproximarem dele. A chegada e o convívio forçado com Dick visa ajudar o tira durão a perceber que sozinho não dará conta da criatura (e dupla de policiais faziam sucesso). Um é força o outro é conhecimento. E assim seguem entre conclusões e ações. 

Falando em ação isso foi algo que o roteiro não economizou: deu para Stone uma arma que parece ser a de Harrison Ford em "Blade Runner" e municia Dick com uma versão menor de uma metralhadora giratória usada por um dos personagens de "O Predador"  (e dá-lhe referências). Michelle é a parte que faz com que o filme não mergulhe inteiramente na truculência e dá um clima de romance para desacelerar a ação e para o espectador poder acompanhar a estória. Talvez tenha destoado um pouco, mas tem um porquê (na cabeça do roteirista) de estar no contexto.




Os atores são um dos melhores pontos do filme. A escalação de Hauer foi um acerto. Alastair Duncan (que assinava como Neil Duncan) vinha de participações em seriados e continuou atuando nesse segmento, além de colocar sua voz em desenhos, video games e participações esporádicas em telefilmes. Sua última aparição no cinema foi em "Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres" de 2011. Kim Cattrall ficou famosa no seriado "Sex And The City" e vinha de filmes conhecidos: "Manequim"  e "Aventureiros do Bairro Proibido". Seu visual, de cabelos negros, lembrou muito sua participação como Vulcana em "Jornada nas Estrelas VI - A Terra Desconhecida". Sua atuação está ok, mas seu papel não foi muito desenvolvido. Para completar temos  Pete Postlethwaite (1946–2011), excelente ator que voltou aos holofotes com o premiado  "Em Nome do Pai" (1993), onde seria indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Em "O Destruidor" o seu papel é ter uma desavença com Stone dentro do departamento de polícia. Alun Armstrong que faz o chefe do Departamento de Polícia é outro excelente ator de várias produções do cinema e da Tv. Podemos lembrá-lo por sua participação na simpática aventura "krull". 



O Destruidor é um filme de Ação que hoje é lembrado com carinho por quem o assistiu. A década de 90 teve muitas produções de baixo orçamento com roteiros "meio doidos", bem no climão dos filme B, quase beirando o trash, mas que garantiam a diversão.

Trailer (sem legendas):



Curiosidades:

Estreou nos cinemas brasileiros em março de 1993 

Em 1995 foi transmitido pela Tv Bandeirantes


Filmografia Parcial:

Rutger Hauer:

 


 





Soldado de Laranja (1977); Os Falcões da Noite (1981); Blade Runner, O Caçador de Andróides (1982); O Casal Osterman (1983); O Feitiço de Áquila (1985); Conquista Sangrenta (1985); A Morte Pede Carona (1986); Fuga de Sobibor (1987); Fúria Cega (1989); Aliança Mortal (1991); A Nação do Medo (1994); Sobrevivendo ao Jogo (1994); Omega Doom (1996); Linha Vermelha (1997); Sin City: A Cidade do Pecado (2005); Batman Begins (2005); O Ritual (2011); Dracula 3D (2012); Escorpião Rei 4: Em Busca do Poder (2015).

Kim Cattrall

 








Os Quatro Mosqueteiros - A Vingança de Milady (1974); Setembro Negro (1975); Vingança Sangrenta (1977); Porky's - A Casa do Amor e do Riso (1981); Loucademia de Polícia (1984); Os Aventureiros do Bairro Proibido (1986); Manequim (1987); A Farsa (1988); A Volta dos Mosqueteiros (1989); A Fogueira das Vaidades (1990); Jornada nas Estrelas VI - A Terra Desconhecida (1991); O Destruidor (1992); Sem Suspeita (1995); Inesquecível (1996); Crossroads: Amigas para Sempre (2002); O Julgamento do Diabo (2003); Sex and the City (seriado 1998-2004);Sex and the City: O Filme (2008); Sex and the City 2 (2010).

Pete Postlethwaite (1946–2011)  
 










Os Duelistas (1977); Cyrano de Bergerac (1985); A Ilha do Tesouro (1990); Alien³ (1992); O Destruidor (1992); O Último dos Moicanos (1992); Em Nome do Pai (1993); Os Suspeitos (1995); Coração de Dragão (1996); Romeu + Julieta (1996); Coração de Dragão (1996); O Mundo Perdido: Jurassic Park (1997); Amistad (1997); Entre Gigantes (1998); Alice no País das Maravilhas (1990); A Revolução dos Bichos (1999); Desejo de Liberdade (2002); Água Negra (2005); O Jardineiro Fiel (2005); A Profecia (2006); Mensagem do Além (2007); Solomon Kane - O Caçador de Demônios (2009); Fúria de Titãs (2010); A Origem (2010); Atração Perigosa (2010).

Alun Armstrong
 
 










Carter - O Vingador (1971); Os Duelistas (1977); A Mulher do Tenente Francês (1981); krull (1983); O Destruidor (1992); Jogos Patrióticos (1992); Beleza Negra (1994); Coração Valente (1995); O Santo (1997); A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999); Prova de Vida (2000); O Retorno da Múmia (2001); Van Helsing: O Caçador de Monstros (2004).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visite a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries.
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre