terça-feira, 19 de setembro de 2017

A MÚMIA / THE MUMMY (2017) - ESTADOS UNIDOS



Projeto Ambicioso.

Na época da Mesopotâmia, Ahmanet (Sofia Boutella) era a escolhida para ser a rainha do Egito. Com o nascimento do filho do rei, um novo herdeiro passa a ser o eleito ao reinado. Ahmanet não aceita a rasteira do destino e invoca o poder das trevas de Set deixando de ser quem era para se tornar uma criatura poderosa e maléfica. Antes que pudesse terminar seu ritual é aprisionada e mumificada passando séculos no ostracismo. 



Iraque. Nick Morton (Tom Cruise) e Chris Vail (Jake Johnson) estão em área de conflito com o intuito pouco nobre de roubar alguns artefatos valiosos. Após um bombardeiro a tumba de Ahmanet se revela. A chegada da pesquisadora Jenny Halsey (Annabelle Wallis) cria um atrito com Nick. Ao tentarem transportar a tumba acabam por despertar um mal enterrado há séculos.



A Múmia tinha tudo para dar certo: um astro à frente do elenco, efeitos visuais da tarimbada Lucas Filmes, um grande estúdio: a Universal, um grande projeto: "Dark Universe", mas derrapou em dois grandes problemas: a pouca experiência do diretor Alex Kurtzman (de Bem Vindo à Vida - 2012) e um roteiro escrito a 4 mãos. Kurtzman atua melhor como produtor e A Múmia é o cartão de visitas dos Estúdios Universal para criar uma nova franquia: os Monstros que a Universal lançou entre os anos 30 e 50. E o diretor estará, como produtor, por trás desse ambicioso projeto: Van Helsing; O Corcunda de Notre Dame; Frankenstein; Drácula; O Homem  Invisível ... todos de direito da Universal e com aviso de futuras filmagens. O Dark Universe (que aparece no início do filme) é o selo desse ambicioso projeto. Só que não foi o retorno esperado.


O que o público tem que entender é que o filme foi direcionado mais ao segmento infanto-juvenil (pela censura baixa), para entrar na briga das franquias, como exemplo os filmes de super heróis da Marvel e DC e abrir o leque. A Múmia seria o cartão de visitas. Então o inevitável aconteceu: A comparação com os filmes "A Múmia"  (1999) e "O Retorno da Múmia" (2001). Só que os filmes eram de aventura e essa produção resolveu investir mais no terror (se é que há algo de terror no filme). Talvez a ideia fosse pegar "A Múmia" (1932) uma obra de terror, com Boris Karloff (1887–1969), colocando um ator de filmes de ação com um que dos filmes de Brendan Frazier. Mas, em algum ponto, alguém achou que um quê de "Missão Impossível" soaria mais empolgante e o filme não foi o marco que esperavam. Digo "Missão impossível" porque algumas cenas (não o personagem) parecem da famosa franquia, com direito ao herói sobreviver a tudo. E, para fazer companhia, uma vilã, um mocinha (nada de desprotegida como antigamente) e um amigo morto-vivo (que ficou parecendo aquele personagem de "Um Lobisomem Americano em Londres" que, mesmo morto e amaldiçoado, aparecia e falava com o protagonista)


A essa altura quem lê essas linhas deve estar se perguntando qual a visão daquele que vos escreve. O filme é bom ou ruim ? Depende de alguns fatores: se você era fã dos antigos filmes de múmia, se você é fã dos mais recentes, se Tom Cruise é um dos seus atores favoritos, se filmes devem ser mais ação do que conteúdo .... entre outras coisas. Eu classificaria como decepcionante. Apesar de gostar muito do ator, ele não conseguiu sustentar o filme sozinho porque seria a única real chance do filme "arrebentar". Culpa do ator? Não! Culpa do roteiro. A estória não é empolgante, a personagem de Cruise não é uma Ripley de "Alien - O Oitavo Passageiro", Um Dekcard de "Blade Runner" ou um soldado que enfrenta um mostro alienígena em "O Predador". E poderia ter sido se o foco fosse centrado em outros aspectos, mas optou-se por entregar apenas entretenimento com pouco conteúdo. E dá-lhe sequências de ação (a cena do avião em gravidade zero é ótima), zumbis e correrias.


O elenco até que entregou uma boa performance. Sofia Boutella, que esteve sob uma maquiagem pesada em "Star Trek: Sem Fronteiras" como a alienígena Jaylah conseguiu, dentro daquilo que lhe entregaram, uma boa atuação. Annabelle Wallis (de "Annabelle" e "Rei Arthur: A Lenda da Espada") rouba a maioria das cenas que participa e sua atuação permitiu que houvessem pontos positivos a elogiar. Russell Crowe ("Gladiador") parece perdido na estória, mas se percebermos o nome de seu personagem "Henry Jekyll", podemos imaginar que "Jekyll & Hyde" ("O Médico e o Monstro" ) poderá ser um aperitivo para um filme solo com o personagem ou talvez seja mais um elemento criativo dentro da estória. Jake Johnson, um ator com muita experiência em seriados, fez até um personagem engraçado e o roteiro poderia ter investido mais em seu papel. Tom cruise é um bom ator, não se contesta, mas o seu papel ficou fora de contexto. O personagem não tem carisma na estória e funciona como mais um dentro de um quarteto. Isso acontece quando o personagem principal é "A Múmia", mas o ator principal tem outro papel. Nessa indecisão a quem dar mais destaque sobrou um papel fraco para o ator.


A Múmia é um passatempo sem muitas pretensões (mas era para ser) que funciona no início, mas que vai perdendo o fôlego. Não é um filme ruim, mas passa longe de ser uma produção destacada. É um filme que pouco acrescenta, mas para quem gosta do ator e de roteiros que privilegiem mais a ação do que o conteúdo com uma boa fotografia e trilha sonora pode agradar.



Curiosidades:
Sofia Boutella nasceu na Argèlia.

Annabelle Wallis nasceu nos Estados Unidos, mas passou a juventude em Portugal.


Bastidores (legendado)



Bastidores (áudio original)



Filmografia Parcial:
Tom Cruise
 
 
 
 
Amor Sem Fim (1981); Toque de Recolher (1981); Porky 3 (1983); A Lenda (1985); Top Gun: Ases Indomáveis (1986); A Cor do Dinheiro (1986); Cocktail (1988); Rain Man (1988); Nascido em 4 de Julho (1989); Dias de Trovão (1990); Um Sonho Distante (1992); Questão de Honra (1992); A Firma (1993); Entrevista Com o Vampiro (1994); Missão: Impossível (1996); Jerry Maguire: A Grande Virada (1996); De Olhos Bem Fechados (1999); Magnólia (1999); Missão: Impossível 2 (2000); Vanilla Sky (2001); Minority Report: A Nova Lei (2002); O Último Samurai (2003); Colateral (2004); Missão: Impossível 3 (2006); Operação Valquíria (2008); Missão: Impossível - Protocolo Fantasma (2011); Jack Reacher: O Último Tiro (2012);  Oblivion (2013); No Limite do Amanhã (2014); Missão: Impossível - Nação Secreta (2015); Jack Reacher: Sem Retorno (2016); A Múmia (2017); Mission: Impossible 6  (2018).


Sofia Boutella










StreetDance 2 (2012); Kingsman: Serviço Secreto (2014); Star Trek: Sem Fronteiras (2016); Atômica (2017); Fahrenheit 451  


Annabelle Wallis

 









Rede de Mentiras (2008); X-Men: Primeira Classe (2011); Annabelle (2014); Campo Minado (2016); Rei Arthur: A Lenda da Espada (2017); A Múmia (2017)


Russell Crowe













Juramento de Sangue (1990); A Prova (1991); Silver - A Lenda do Cavalo Prateado (1993); Rápida e Mortal (1995); Assassino Virtual (1995); Los Angeles: Cidade Proibida (1997); O Informante (1999); Gladiador (2000); Prova de Vida (2000); Uma Mente Brilhante (2001); Mestre dos Mares - O Lado Mais Distante do Mundo (2003); Um Bom Ano (2006); O Gângster (2007); Robin Hood (2010); 72 Horas (2010); O Homem Com Punhos de Ferro (2012); Os Miseráveis (2012); O Homem de Aço (2013); A Múmia (2017); War Machine (2017)

Jake Johnson












Cinturão Vermelho (2008); O Pior Trabalho do Mundo (2010); Como Ganhar Seu Coração (2010); Sexo Sem Compromisso (2011); Um Natal Muito Louco (2011); Anjos da Lei (2012); Um Brinde À Amizade (2013); Diferenças & Semelhanças (2013); Tiras, Só que Não (2014); Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (2015); Apostando Tudo (2017); A Múmia (2017) 

2 comentários:

  1. Obrigada por compartilhar as curiosidades da atriz Sofía Boutella. Ela foi uma surpressa para mim em A Múmia. Não tem dúvida de que ela foi perfeita para o papel principal. Fez uma grande química com todo o elenco, vai além dos seus limites e se entrego ao personagem. A vi faz pouco tempo no trailer de Fahrenheit 451 hbo e é algo diferente ao que estamos acostumados com ela, se vê espetacular. Espero que seja umas das melhores adaptações para ver, a historia é interessante e parece levar um bom ritmo, além o elenco é espetacular. De verdade, adorei que tenham feito este filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Andrea Martínez. Eu é que agradeço por ter tecido comentários. Realmente a atriz Sofía Boutella mostrou-se uma atriz que ainda ouviremos muito a respeito. Fahenheit 451 em algum momento será analisado por aqui. Gosto de incluir curiosidades nos post porque creio que acrescenta muito e traz informações que nem sempre encontraremos com facilidade. Volte sempre. Abs

      Excluir

Olá Cinéfilos.
Obrigado por visitarem minha página.
Estejam à vontade para comentarem, tirarem dúvidas ou sugerirem análises.
Os comentários sofrem análises prévias para evitar spans. Tão logo sejam identificados, publicarei. Quaisquer dúvidas, verifiquem a Política de Conduta do blog.
Sua opinião e comentários são o termômetro do meu trabalho.
Visite a minha página homônima no Facebook onde coloco muitas curiosidades sobre cinema e algo de séries.
Bem vindos.
Cinéfilos Para Sempre